Um dos mais conhecidos cineastas portugueses, José Fonseca e Costa, foi agredido e assaltado com grande violência no último fim-de-semana.

O ataque foi no Bairro Alto, a poucos metros de casa.

O cineasta decidiu relatar numa crónica a experiência por que passou, pedindo mais atenção à segurança do bairro e explicou à TVI o que aconteceu na noite de sábado para domingo.

Foi na Rua João Pereira da Rosa que, José Fonseca e Costa e a mulher que o acompanhava, foram agredidos e assaltados por um casal. O cineasta tinha saído de casa para mudar o carro que estava mal estacionado. Passavam poucos minutos da meia-noite.

Fonseca e Costa foi assistido no hospital de São José com várias escoriações e dores no corpo.

O realizador, residente numa rua perpendicular àquela em que foi assaltado, queixa-se da falta de cuidados com o Bairro Alto por parte da câmara municipal.

A TVI tentou falar com o vereador responsável pelos espaços públicos, mas ninguém se mostrou disponível para prestar esclarecimentos.

A detida foi presente a tribunal na segunda-feira, ficou em liberdade e está obrigada a apresentações periódicas na esquadra de residência.