A Terra abriu-se, literalmente, sob os pés dos japoneses. Mas, a muitos quilómetros de profundidade, os impactos não foram menores.

Graças ao sistema de monitorização geológico nipónico - o melhor do mundo - obteve-se um retrato das consequências para o planeta do tremor de terra.

Sabe-se, por exemplo, que quase 25 quilómetros abaixo do leito do oceano se abriu uma enorme fenda com 300 quilómetros de comprimento e 150 de largura.

O Japão afundou-se 60 centímetros e aproximou-se do continente americano cerca de quatro metros.

O próprio movimento da Terra foi afectado pelo enorme abalo.

O eixo do planeta foi alterado em cerca de 15 centímetros e ele acabou por girar mais depressa.

Consequência: esse dia teve menos 1,6 microssegundos do que seria normal. Muito pouco para um relógio humano, mas bastante para o relógio interno da Terra.