O Palmeiras perdeu esta madrugada por 1-0 com o Inter de Limeira, com um golo já nos descontos, para o Campeonato Paulista e está em risco de ser eliminado já na primeira fase.

No final do encontro, Abel Ferreira falou aos jornalistas e confessou que a prova está a tirar energia à equipa.

«Quando acabou a temporada, eu e a direção tivemos uma conversa muito séria em relação a este campeonato. Pela primeira vez, estou a assumir isso: é uma competição única e exclusivamente para dar oportunidade aos mais novos. Mas, sempre que jogamos, joga o Palmeiras», disse o técnico, lembrando o calendário apertado da equipa, que há dois dias goleou o Independiente del Valle, de Renato Paiva, por 5-0.

«Os jogadores que entraram hoje, foram com os minutos contados. Só podiam jogar 20 ou 25 minutos porque o risco de lesão aumenta», explicou Abel.

Sem centrais de raiz, Abel Ferreira colocou Danilo Barbosa nessa posição. «Eu conheço bem o Danilo, mas foi uma solução que o clube me colocou, não foi escolhido por mim, foi escolhido por nós. Eu gosto que os jogadores falem em campo, é ali que eles precisam falar. Nas oportunidades que tem, quando são sérios, competitivos. Ele tem isso já há muitos anos, não brinca ao futebol. Pode nos ajudar em várias posições. Custa-me colocá-lo de central em um jogo que poderia colocá-lo como oito, mas infelizmente as circunstâncias o obrigam e tivemos de jogar sem centrais de origem, mas com um desempenho e empenho extraordinário.»

«Queríamos ganhar aqui. Infelizmente não conseguimos e estamos a pagar uma fatura cara nesta competição, pela energia que nos está a tirar a todos», disse Abel Ferreira, admitindo:

«[Os titulares] não vão jogar contra o Santo André. Andamos aqui a não ser verdadeiros com nossos adeptos. Não jogamos com a equipa sempre na máxima força. É impossível. Vamos lutar pelo Paulista, mas com a equipa sub-20», reconheceu. «Temos de ser verdadeiros com os adeptos que, se calhar, já mereciam ter ouvido isso há mais tempo.»