É das profissões mais exigentes do mundo, pelo que é impensável, para um passageiro, que um piloto adormeça em pleno voo (a não ser que o co-piloto esteja aos comandos, pelo menos). Mas aconteceu com um avião pequeno, que pode transportar nove pessoas, e que se desviou da rota em quase 30 milhas, cerca de 50 quilómetros.

Foi no dia 8 de novembro, num voo de Devonport, na Tasmânia, para a ilha vizinha King Island. Eram 06:21 da manhã quando aterrou, em segurança, não sem antes ter-se desviado 46 quilómetros.

O Departamento de Segurança de Transporte da Austrália (ATSB) está a investigar este caso de "incapacidade do piloto", de 43 anos, a bordo de um Piper PA-31 Navajo VH-TWU, construído em 1975, operado pela Vortex Air. No site do ATSB lê-se, com todas as letras, que o profissional adormeceu: 

Durante o voo, o piloto adormeceu, tendo estado a sobrevoar King Island por 46 km".

O funcionário em causa será interrogado e, no âmbito da investigação, serão também revistos os procedimentos operacionais.

A ocorrência é classificada como um "incidente grave".

Flight Aware dá conta do desvio verificado na rota