Uma família inglesa da cidade de Warrington, Cheshire, ficou incrédula após encontrar o gato de estimação de 16 anos vivo... três dias depois de o ter cremado.

A dona de Frankie, Rachel Fitzsimons, conta que o animal estava desaparecido há alguns dias e acreditou tê-lo encontrado morto à beira de uma estrada.

Parecia mesmo ele", disse Rachel, em declarações à BBC.

A família recolheu o animal e procedeu à cremação, apesar de não terem conseguido detetar o microship, já que o cadáver do gato foi encontrado sem cabeça.

Ora, três dias depois, Frankie apareceu em casa, para espanto dos donos.

"É um milagre, pensávamos que estava morto", disse Remy de sete anos, ao encontrar o gato que pensavam ter cremado três dias antes.

Assim, os Fitzsimons perceberam que tinham cometido um erro de identificação: "Cremámos o gato de outra pessoa".

Apesar de ter perdido uma das suas sete vidas, Frankie encontra-se bem de saúde, junto à sua família.

Redação / MC