Um urso foi filmado a aproximar-se de um casal e a cheirar uma mulher no Parque Ecológico de Chipinque, no México. As autoridades já conseguiram capturar o animal, e a decisão de o castrar está a gerar polémica no país.

Muitas pessoas estão a questionar quais as razões para a decisão, além de não concordarem com a intenção dos responsáveis de retirarem o urso do local para o transferirem para outro estado.

Segundo a BBC, os especialistas em vida animal defendem que a mudança é necessária, até porque o urso terá ficado acostumado a ser alimentado por humanos, o que, segundo as autoridades pode colocar em perigo a vida dos visitantes do parque.

O aninmal é um urso-pardo juvenil, que pesa cerca de 96 quilos, e tornou-se famoso há um mês, quando foi filmado junto de uma mulher que estava a tentar tirar uma selfie.

Os responsáveis do parque disseram que este mesmo urso já tinha sido responsável por outras aproximações a humanos, incluindo a zonas residenciais que ficam nas redondezas.

Ainda que os ataques de ursos sejam raros, as autoridades pretendem prevenir um eventual acidente, até porque, segundo a ABC, todos os anos há registos de mortes humanas relacionadas com este tipo de situação.

Os especialistas em vida selvagem continuam a apelar aos visitantes que se lembrem que os ursos são animais selvagens e que, ocasionalmente, se podem tornar perigosos.

O referido urso é tão conhecido nas redondezas que os locais até já o batizaram de "Chipi", um diminutivo do parque onde vive.

Agora, o animal acabou por ser capturado pelas autoridades ambientais (Profepa). O alerta foi dado depois de populares terem encontrado o urso a dormir no seu quintal.

Seguiu-se a decisão de castrar o animal, sendo que cabe à Profepa a análise sobre a eventual transferência de local. Segundo aquela agência, a castração foi deliberada pelo consultor de vida selvagem da Universidade de Nuevo Léon, que ajudou no caso.

Em comunicado, o diretor-geral da Profepa, Martín Vargas Prieto, afirmou que o urso teve de ser castrado para evitar conflitos com outros animais na altura em que for libertado no novo local, que deverá ser na Serra de Nido, no estado de Chihuahua.

António Guimarães