Khemjira Klongsanun estava no início de uma maratona em Rtachaburi, no oeste da Tailândia, no passado domingo, quando se deparou com uma situação insólita. Um cão abandonado estava no percurso de corrida e chamou a atenção da maior parte dos participantes, que se limitaram a desviar. A atleta não ficou indeferente e quis ajudar.

A mulher, de 43 anos, decidiu continuar a correr, escreve o Lab Bible, mas com uma nova dificuldade no percurso: o pequeno animal ao colo.

Ao longo da maratona, e já com o cão nos braços, a atleta ia diminuindo a velocidade na esperança de encontrar o dono do animal de raça bangkaew.

Pareceu-me que estava perdido. Não havia casas, nem outros cães, nem pessoas ao redor. Então, peguei no cão, apenas para o tirar do ambiente inseguro ”, disse Khemjira.

A atleta acabou por percorrer os 30 quilómetros que restavam com o cão ao colo. Todos ficaram surpreendidos assim que Khemjira cortou a linha da meta acompanhada do pequeno animal. 

Com apenas alguns meses, o cão acabou por ser adoptado pela participante, que o batizou de "Chombueng", o nome daquela maratona. 

Apesar da improvável situação, esta não é a primeira história que envolve cães e maratonas de corrida. No Canadá, um cão de dois anos e meio fugiu de casa e correu em direção à linha de partida de uma maratona. O Bloodhound - raça do animal - conquistou naquela prova o 7º lugar da corrida.