O dono de uma loja de bebidas em Durango, no estado do Colorado, cansou-se de esperar pela acção da polícia e desenvolveu o seu próprio método para intimidar os ladrões que eram clientes «fiéis» da sua loja, escreve o site brasileiro Globo. Gabe Fidanque diz ter perdido até mil dólares (cerca de 645 euros) por mês com os roubos até ter começado a confiscar os sapatos dos assaltantes.

«Eu deixo-os escolher. Ou chamo a polícia ou eles me dão um dos sapatos», disse Fidanque em entrevista ao The Durango Herald.



Fidanque diz que já se queixa dos roubos há dois anos, mas os ladrões voltam à loja horas depois de serem presos. Desde que adoptou esta política, o proprietário confiscou cerca de 10 sapatos.

No entanto, a colecção vai ser desfeita. A polícia de Durango diz que a prática é ilegal, já que, pelas leis da cidade, Fidanque está a cometer um crime. «Eu sugiro que ele encontre uma opção diferente para intimidar os ladrões», diz a chefe de polícia Micki Browning.

Fidanque concordou em devolver os sapatos, mas não deixa de comemorar, já que um dos pontos-chave de sua estratégia é a humilhação. O proprietário acha que os ladrões não terão coragem de aparecer e pedir o calçado de volta.

Para o dono de outra loja de bebidas da cidade a ideia é boa e diz que gostaria de fazer o mesmo para proteger a sua mercadoria.
Redação / AAS