Uma mulher foi mandada parar no aeroporto de Munique, Alemanha, depois de a polícia ter encontrado ossos numa caixa de madeira, esta terça-feira. Segundo as autoridades, citadas pela agência Associated Press, os restos mortais pertenciam ao marido da suspeita.

Ao local foram chamadas as autoridades e um médico, que acabaram por concluir que não havia sido cometido qualquer crime. Com efeito, a história relatada pela mulher veio a revelar-se verdadeira.

A mulher, de 74 anos, fazia a viagem de regresso à Arménia, de onde era natural. Tinha ido a Salónica, na Grécia, onde o seu marido foi enterrado em 2008, para trazer os restos mortais do homem.

A acompanhá-la estava a filha do casal, de 52 anos, que confirmou a versão às autoridades.

Depois de uma curta investigação para verificação dos factos, as duas mulheres foram autorizadas a prosseguir viagem com a caixa.

António Guimarães