Uma mulher na Austrália pediu às autoridades sanitárias que investigassem por que razão uma laranja fresca ficou roxa de repente, depois de a ter cortado e dado algumas fatias ao filho de dois anos.

Parece que alguém tinha mergulhado a laranja numa tinta, o que eu garanto que não fizemos", afirmou Neti Moffitt à estação de televisão pública Australian Broadcasting Corporation (ABC). "O meu primeiro pensamento foi: ‘Espero que não tenha tido um efeito negativo sobre o meu filho’. Mas ele está bem”, acrescentou a mulher que vive em Brisbane, a capital do Estado de Queensland.

A explicação para o que aconteceu acaba por ser relativamente simples: os cientistas descobriram que se trata de uma reação natural da laranja à faca usada por Neti Moffitt.

As análises realizadas no Departamento de Saúde de Queensland revelaram que a mudança de cor ocorreu porque as antocianinas da laranja, uma espécie de antioxidante natural da fruta, reagiram com partículas de ferro da lâmina recém-afiada, explicou o analista chefe Stewart Carswell, citado pela estação de televisão britânica BBC.

O governo de Queensland assegurou à família que a laranja não representa um risco para a saúde.

Neti Moffitt afirmou à BBC que ficou feliz por ver resolvido o mistério da laranja.