Um paramédico sofreu um ataque cardíaco quando estava a trabalhar sozinho e, depois de perceber o que lhe estava a aconteceu, ou seja, de fazer o seu próprio diagnóstico, conseguiu conduzir a ambulância onde se encontrava até ao hospital mais próximo. O caso aconteceu na Austrália, na cidade de Victoria.

David Watson, de 52 anos, estava a fazer o turno da noite no domingo, quando começou a sentir uma dor no peito e formigueiro nos braços.

De imediato, o paramédico ligou-se a uma máquina de eletrocardiogramas na ambulância que lhe tinha sido atribuída, como o próprio contou à 9NEWS.

Constatou que estava a ter um ataque cardíaco e decidiu conduzir a ambulância até ao hospital mais próximo, onde explicou o que se estava a passar.  

O paramédico, com 25 anos de carreira, acabou por ser transportado de avião para outro hospital onde foi operado. O homem explicou à 3AW que esteve acordado durante toda a operação, enquanto os médicos lhe “removeram um coágulo e colocaram um stent (cateter)”.

Tenho muita sorte em estar vivo. Reagi de forma muito rápida e consegui fazer o meu próprio diagnóstico", sublinhou Watson.

Os sintomas de ataque cardíaco são dores torácicas (sensação de pressão e aperto no peito), sensação de tontura, falta de ar e ansiedade.