O parto é para muitos casais um momento íntimo e emocionante. No entanto, nem sempre é bem assim.

Uma mulher sentiu-se obrigada a expulsar o marido da sala de partos, enquanto dava à luz, devido ao seu intenso choro. A recém-mãe alega que o homem estava a tornar a experiência ainda mais stressante.

Assim que entrou na sala de parto, o homem ficou "stressado" e, durante as contrações, segurou a mão da esposa com tanta força, que o seu braço começou a ficar dormente.

Embora estivesse muitas dores, vi que o meu marido tinha o rosto todo vermelho e com uma veia marcada na testa, que parecia estar prestes a explodir. Isto afetou negativamente as minhas emoções. De repente, ele começou a chorar e a soluçar muito alto. Isso fez-me ficar em pânico total", confessou a mãe, citada pelo jornal The Mirror.

A mulher perturbada com a situação pediu aos gritos para o marido parar de chorar. O homem acabou por lhe gritar de volta e entraram numa espécie de discussão.

Como resultado, a mãe pediu a enfermeira para expulsar o marido da sala de partos. O recém-pai saiu, então, da sala devastado por perder o nascimento da sua primeira filha.

O homem acabou por abandonar o hospital, recusando-se a ver a mulher e o filho até estes terem alta e voltarem para casa.

Redação / IC