"Mesmo que a maioria das mulheres se identificasse como heterossexual, a nossa investigação demonstra claramente que quando se trata de o que as excita, elas apresentam um padrão bissexual ou homossexual, mas nunca heterossexual", explicou Gerulf Rieger, citado pelo "The Telegraph".








"Isso  mostra que a forma como as mulheres aparecem em público não diz nada sobre as suas preferências sexuais.", afirma.