Uma mulher de 63 anos foi burlada, nos Estados Unidos, em 100 mil dólares (aproximadamente 82 mil euros) ao acreditar que estava a viver um romance virtual com o cantor Bruno Mars. 

Na realidade, a idosa estava a falar com Chinwendu Azuonwe, um burlão que se fazia passar pela super-estrela da música norte-americana. 

Chinwendu, que aguarda julgamento em prisão preventiva, começou o golpe em setembro de 2018, segundo a televisão norte-americana KTRK-TV

A idosa, cuja identidade não foi revelada, contou à mesma televisão que estava "apaixonada" e, por isso, fez duas transferências bancárias.

A primeira, no valor de 10 mil dólares, tinha como destino "um amigo da banda" de Bruno Mars, que precisava de ajuda para custear as despesas de uma 'tour'. A segunda, cujo o alegado propósito não foi divulgado, foi no valor de 90 mil dólares.

Os depósitos foram feitos em duas contas, uma no nome de Chinwendu, e outra no de Basil Amadi, um cúmplice. 

A estação de televisão do Texas, que divulgou a história, teve acesso a documentos que mostram as mensagens trocadas entre burlão e burlada, e conta que a idosa se terá apaixonado pela "conversa e fotografias recebidas". 

Diogo Assunção