A cantora Andien, muito conhecida na Indonésia, lançou uma verdadeira discussão nas redes sociais, ao publicar no Instagram uma fotografia em que aparece de boca tapada com fita adesiva. Mais do que isso, também o filho de dois anos e o marido tinham fita adesiva na boca e preparavam-se para dormir. 

A cantora explicou na publicação que era uma forma de melhorar a respiração durante o sono. 

Andien afirma que esta prática ajuda-a a dormir melhor e a não acordar com garganta seca e mau hálito.

“Aprendemos tanto sobre o que não fazemos, mas não aprendemos sobre uma coisa que todos fazemos: respirar”, afirmou.

 

O método, conhecido por Buteyco, tem como objetivo estimular e melhorar a respiração pelo nariz, sendo uma das práticas adotadas a fita adesiva a cobrir a boca durante o sono. O Buteyco foi desenvolvido nos anos 50 por um médico soviético que lhe deu o nome, Konstantin Pavlovich Buteyco.

Konstantin acreditava que muitos problemas respiratórios estavam relacionados com a forma como respiramos. O médico acreditava que melhorar a respiração pelo nariz é condição fundamental para tratar doenças do foro respiratório e alguns distúrbios do sono, como a apneia. A BBC escreve que este método está também ligado a melhoras na diabetes, fadiga crónica e depressão.

Ainda assim, alguns médicos dizem que esta é uma visão demasiado simplista. A médica Kathleen Yaremchuk afirmou, à BBC, que a maioria das pessoas não chega a respirar pela boca enquanto dorme, a não ser que respire mal pelo nariz. Acrescenta ainda que respirar apenas pelo nariz com a boca tapada pode não resolver o problema da apneia do sono e alerta também para os possíveis perigos desta prática, principalmente no caso de crianças.

“Se uma pessoa precisasse de vomitar subitamente, não iria conseguir, o que, no pior cenário, pode levar ao perigo de sufocar”, explica.