Um homem decidiu fazer uma tatuagem gigante para imitar uma marca de nascença do filho de 8 anos, no Canadá. O objetivo era fazer com que este se sentisse melhor com o seu corpo.

O processo demorou cerca de 30 horas, ao longo de nove sessões, e, de acordo com o tatuador, foi bastante doloroso, por ser na zona do peito.

No final, o pai, Derek Prue Sr., estava satisfeito. “Eu sabia que o meu filho estava desconfortável, então eu quis fazer isto para que ele não fosse o único”.

A criança, ao ver o resultado final, reagiu com agrado e disse à mãe que poderia agora tirar a camisola quando fosse nadar. “Sempre que o meu papá estiver comigo, eu posso tirar a t-shirt”.

É caso para dizer tal pai, tal filho.

João Faria