Um festival de cerveja realizado num cemitério inglês gerou uma onda de indignação nas redes sociais após terem surgido várias imagens de visitantes sentados com bebidas alcoólicas junto às lápides.

O evento foi organizado pela Igreja de St. Mary's, em Stockton-on-Tees, com o objetivo de angariar fundos para o edifício, que data de 1020.

Nos últimos dias, as nossas portas voltaram a estar abertas aos membros da nossa comunidade local, jovens e idosos, que vieram para desfrutar da nossa Festa da Cerveja, apoiar os negócios locais e passar tempo com amigos antigos e novos. Infelizmente, as fotografias partilhadas nas redes sociais criaram uma negatividade considerável e lamento, profundamente, por isso. (...) Entristece-me que este evento, que esperávamos que trouxesse alegria e otimismo à nossa comunidade, tenha causado tanta perturbação", afirmou o reverendo Martin, através de uma publicação na rede social Facebook.

As fotografias que surgiram nas redes sociais estão a dividir os utilizadores: uns consideram o sucedido uma falta de respeito, outros desvalorizam a situação.

Este é um comportamento vergonhoso, não só das pessoas envolvidas, mas também da igreja por permitir que isto acontecesse. Os cemitérios são lugares para as pessoas prestarem respeito e recordarem os seus entes queridos, não são jardins de cerveja e essas lápides, certamente, não são bancos ou mesas", expressou um utilizador no Facebook.

 

A sepultura data de 1740. Não consigo entender o ódio dirigido às pessoas da fotografia", defendeu outro.

O festival teve mais de 40 tipos de cerveja, 12 variedades de sidra, 10 bebidas artesanais e várias marcas vinhos. O evento contou, ainda, com comida de rua, música ao vivo e um quiz (concurso de perguntas).

O co-fundador da empresa de cerveja "Three Brothers Brewing Company" David Dodd explicou à CNN que no evento havia "muito espaços livres", onde estavam instaladas várias mesas e cadeiras, e que "não era certamente recomendado que as pessoas se sentassem em cima das campas".

Redação / IC