Uma adolescente chinesa de 13 anos pediu desculpa por enganar os fãs, depois de ter tentado juntar-se a uma boy band, uma banda exclusivamente constituída por rapazes, no seu país natal.

Fu Jiayuan admitiu ter mentido sobre o seu género à companhia de talentos YGN Youth Club, dizendo que o fez porque é “jovem e ignorante".

Embora a adolescente ainda não fosse um membro oficial da banda, os fãs podiam vê-la nos vídeos dos ensaios, que eram partilhados nas redes sociais.

Foi num destes vídeos que um internauta reparou que o alegado rapaz era na verdade uma rapariga e, perante a situação, a jovem foi obrigada a admitir a farsa.

A maioria dos fãs reagiu de forma divertida à revelação e não achou que a situação fosse " nada de especial".

No entanto, Fu Jiayuan decidiu abandonar a indústria do entretenimento.

Peço desculpa a todos aqueles que confiaram em mim. Prometo não aparecer, no futuro, na indústria do entretenimento ou em qualquer plataforma de vídeos", admitiu a menina, citada pela BBC.

A companhia de talentos recruta apenas jovens rapazes, a maioria com idades entre os 11 e os 13 anos, e treina-os de forma intensiva com aulas de canto e dança.

A YGN Youth Club admitiu que o erro aconteceu devido ao facto de as audições terem sido realizadas online, por causa da pandemia.

O nosso pessoal foi negligente no processo de seleção. No futuro, iremos cumprir à regra os regulamentos da companhia", salientou a empresa, numa declaração.

 

Os fãs vieram em defesa da adolescente e, em tom de brincadeira, compararam-na à heroína popular chinesa Mulan.

Segundo a lenda, Mulan foi uma jovem que se disfarçou de homem para impedir que o pai tivesse de lutar na guerra. A história tornou-se conhecida em todo o mundo depois de ter sido transformada num filme da Disney.

Os boot camps  - campos de treino - como os da YGN Youth Club são muito procurados pelas famílias chinesas, que acreditam que os filhos poderão assim tornar-se ricos e famosos.

Redação / IC