A China já está a utilizar testes à covid-19 por via anal. Segundo a televisão estatal, estes testes estão a ser feitos a pacientes que são considerados de alto risco.

A campanha de testagem começou em vizinhos de pessoas infetadas com covid-19, tendo sido os testados identificados como contactos de alto risco pelas autoridades de saúde.

Os primeiros casos ocorreram em Pequim, mas este tipo de testagem já estava em andamento em zonas de quarentena.

Perante o receio de um novo disparar dos casos no país onde o surto teve origem, as autoridades tentam tudo para conter os surtos que vão surgindo. Nesta altura é o norte da China que mais preocupa, e campanhas de testagem massiva ocorrem por todas as cidades da região.

Segundo os meios de comunicação chineses, os testes por via anal "podem aumentar a eficácia da deteção em pessoas infetadas", uma vez que, segundo os especialistas, o vírus vive mais tempo no ânus que nas vias respiratórias.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.159.155 mortos resultantes de mais de 100 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

António Guimarães