As desculpas das crianças para não fazerem os trabalhos de casa costumam ser muitas, mas chegar ao ponto de fingir um rapto? Foi isto que aconteceu na cidade de Chongquing, no centro da China, no dia 17 de janeiro. Com apenas dez anos, um menino inventou ter sido raptado por uma mulher e por um homem enquanto caminhava até à escola. 

O jornal de Hong Kong South China Morning diz que os "raptores" colocaram o menino dentro de uma carrinha, de acordo com o testemunho da criança.

O menino não queria fazer os trabalhos de casa e, por isso, pensou que esta seria a melhor estratégia de se escapar às responsabilidades.

Um vídeo enviado pelo gabinete de segurança pública mostra a criança a contar a sua versão da história. O clip tornou-se viral no Weibo, uma rede social equivalente ao Twitter, e as reacções não demoraram a surgir.

Ele fez o que eu sempre quis fazer quando era jovem, mas não tinha coragem", disse um deles.

 

As crianças estão a ser torturadas pelos trabalhos de casa!”, lê-se.

Depois do depoimento, assim que as autoridades foram embora, o menino escondeu-se atrás de arbustos. Desconfiados do comportamento e da versão da criança, confrontaram-na e esta acabou por confessar a mentira. 

As autoridades encontraram a mochila do menin,o num parque estacionamento, que tinha, de facto, trabalhos de casa ainda por fazer.