Um menino de dez anos foi projetado de um escorrega de três andares, durante a abertura do parque aquático “The Wave”, em Dublin, na Califórnia, Estados Unidos, no passado sábado, uma infraestrutura de diversões que custou cerca de 43 milhões de dólares, cerca de 38,5 milhões de euros.

O parque estava aberto há apenas hora e meia quando se deu o acidente, que foi registado por um fotógrafo da Bay Area News Group, que fazia a cobertura do evento. De acordo com uma porta-voz do parque, a criança sofreu apenas alguns arranhões nas costas.

O menino recebeu tratamento de uma equipa de primeiros socorros. Apesar do aparatoso acidente, a polícia e os bombeiros não foram chamados ao local, uma vez que os pais preferiram tomar conta da situação.

O escorrega “Esmeralda”, onde ocorreu o acidente, e o adjacente “Dublin Sreamer" foram encerrados por tempo indeterminado. De acordo com a porta-voz Shari Jackman, o parque aquático está “a reavaliar o equipamento”, tendo contatado o fabricante para que os equipamentos sejam verificados.

Linda Smith, que pertence aos serviços municipais da cidade de Dublin, estava na altura perto do "slide" e foi uma das que acudiu ao menino.

Ele levantou-se imediatamente e como qualquer outra criança estava atordoado. Fiquei preocupada em saber se ele estava mentalmente estável, pois fisicamente ele só tinha alguns arranhões”, contou a responsável ao jornal The Mercury News.

Segundo acrescentou, os equipamentos foram testados ”dezenas de vezes” e havia autorização para abrir o parque, um equipamento de diversão que deverá dar emprego sazonal a 200 pessoas.

Nós não vamos reabrir o escorrega até sabermos o que aconteceu", é a posição adiantada por Linda Smith.

No vídeo é possível ver a criança a ser “cuspida” do escorrega, caindo de costas no chão.