Quando Dan Cain foi aos correios da cidade de Twinsburg, no estado do Ohio, para receber uma carta, nunca esperou o que viria a encontrar.

À sua espera estavam 79 caixas de correio, cada uma com cerca de 700 cartas. No total, o americano recebeu 55 mil cópias da mesma carta.

"Fiquei chocado. Estão a brincar comigo? Quem é que comete este tipo de erro?", contou Dan Cain à CNN.

A correspondência era da College Avenue, uma empresa intermediária de crédito para estudantes. A empresa tinha intenção de enviar a Dan e à sua mulher uma declaração de um empréstimo de estudante que o casal pediu para as propinas da filha.

De acordo com a empresa, que entretanto pediu desculpa a Dan, na origem da remessa de cartas esteve "uma falha no sistema de correspondência".

Uma falha que saiu caro: de acordo com as contas de Dan, o envio da remessa de cartas custou quase 10 mil euros à empresa.

Também o porta-voz dos correios dos Estados Unidos considerou a entrega de 55 mil cartas incomum.

"As 55000 cartas que foram entregues ao nosso cliente em Twinsburg, Ohio, não são algo que vemos com frequência", disse  Naddia Dhalai, acrescentando que, "no entanto, o serviço postal está empenhado em fornecer o melhor serviço aos clientes, para que cada correspondência recebida seja entregue aos nossos clientes".

Para além da quantidade, também o conteúdo das cartas estava errado: a quantia de pagamento era incorreta.

"A empresa também pediu desculpas por este erro e disse que iria receber uma nova declaração corrigida", disse Dan Can, esperando que, desta vez, seja uma única carta.

O destino da remessa de cartas que o americano guarda na garagem ainda é incerto:

"Talvez faça uma fogueira e queime tudo", disse Dan, entre risos.