O rosto de um moçambicano de 65 anos está a correr mundo, através do Twitter. Tudo por causa de duas selfies que ele tirou: uma antes de iniciar uma viagem de autocarro entre o Zimbabué e Moçambique e outra logo após o fim trágico desta. 

As fotografias foram partilhadas no Twitter por uma jovem que responde nas redes sociais pelo nickname @nicole_fkay. Mostram o homem antes de apanhar o autocarro, em Harare, capital do Zimbabué, e depois de o acidente que matou três pessoas e feriu outras 27.

O autocarro capotou em Gorongosa, a oito quilómetros do destino final.

Na primeira selfie, pode ver-se o homem a posar com um ligeiro sorriso antes de iniciar a viagem de autocarro, juntamente com outras pessoas. Na segunda fotografia, o homem mostra-se coberto de pó e de sujidade na cara e no corpo, enquanto se vê o autocarro capotado no fundo.

Os locais onde as fotografias foram tiradas distam muitos quilómetros de distância. Mas o enquadramento das imagens é muito semelhante.

A publicação já conta com mais de 60 mil gostos e 24 mil partilhas. Os comentários vão desde os mais engraçados até àqueles que questionam a sanidade mental do homem.

Já não me ria assim há algum tempo."

 

Espera! Estou a ver um cinto de segurança posto?!”

 

Eu sinto muito, mas porquê tirar uma selfie depois de um acidente? Isto fez-me julgar a sua sanidade.”

 

E há ainda quem avise sobre eventuais julgamentos divinos a todos os que se riem das fotografias: 

De acordo com a imprensa local, o acidente aconteceu na terça-feira. O veículo despistou-se perto do rio Mucosa, localizado na vila de Gorongosa, em Moçambique. Os 27 feridos foram transportados para o centro de saúde de Gorongosa.

As autoridades acreditam que as causas do acidente podem estar relacionadas com excesso de velocidade. No entanto, o motorista de 48 anos alegou que teve uma falha mecânica que o impossibilitou de controlar a viatura.

Contudo, os passageiros referiram que o motorista seguia a alta velocidade e que chegaram mesmo a pedir ao homem para reduzir a marcha.