Um gatinho com quatro orelhas foi encontrado debaixo de uma casa, no Estado australiano de Victoria, e resgatado pelo dono da habitação. Alguns meses depois, o felino conheceu o irmão mais novo, que, como ele, também tem dois pares de orelhas, e a afinidade entre os dois foi imediata.

De acordo com o site Love Meow, o gatinho, a quem foi dado o nome de Frankie, era ainda muito pequeno quando foi encontrado e depois levado para um centro de proteção de animais, a Geelong Animal Welfare Society (GAWS), em Victoria. Além das duas orelhas a mais, que resultam de uma mutação genética, o felino tinha alguns problemas de saúde, que obrigaram a uma cirurgia. A singularidade do animal cativou um voluntário da GAWS, que acabou por adotá-lo.

Ele [o gatinho] tinha um olho muito infetado e danificado, assim como quatro orelhas", disse Georgi, voluntário da GAWS, ao Love Meow.

Georgi levou Frankie para a própria casa para cuidar dele após a cirurgia e acabou por se apaixonar pelo pequeno felino.

"Cuidei de cerca de 80 gatos o ano passado e foi o primeiro que eu tive dificuldade em devolver. Então decidi adotá-lo”, revelou.

As equipas de resgate animal andavam, entretanto, à procura da mãe de Frankie para que fosse esterilizada. Algumas semanas depois, a gata foi encontrada e levada para o abrigo, onde se percebeu que estava prenha de uma nova ninhada. Tal como Frankie, um dos gatinhos que veio a nascer também tinha quatro orelhas.

Assim que teve idade para tal, o irmão mais novo de Frankie foi adotado por uma mulher, que também se deixou cativar pela doçura e pela peculiar condição do animal.

“Demos-lhe o nome de Thorne. É adorável. É impossível descrever o quão meigo ele é”, afirmou, também ao Love Meow, Liz Starcevic, que vive na cidade portuária de Geelong.

E foi graças a Starcevic que os dois felinos, que têm três meses de diferença, acabaram por se encontrar pela primeira vez. A mulher, que teve de se ausentar da cidade durante algum tempo, perguntou ao dono de Frankie se podia tomar conta de Thorne. Georgi aceitou prontamente, animado com a perspetiva de juntar os dois irmãos.

Estou espantado com alguns traços de personalidade que Thorne tem em comum com Frankie, que são únicas em relação a todos os outros gatos que conheci", afirmou Georgi. "Produzem os mesmos sons estridentes que são as suas versões de miados. Os dois são tão doces e simples. Têm os mesmos comportamentos e atitudes em geral. Incrível."

 

Tal como Frankie, Thorne nasceu com várias deformidades.

"Ambos são muito semelhantes com problemas olhos. Eles obviamente têm a mesma mutação genética”, constatou Georgi.

Algumas semanas depois, Thorne voltou para casa da dona e foi submetido a uma cirurgia a um olho.

"A cirurgia correu bem e ele não sentirá mais dor. Removeram-lhe o olho oposto ao de Frankie. Sinto que agora são gémeos", rematou Georgi.