A polícia indiana deteve um homem por falsificação de passaporte e roubo de identidade no passado domingo, no aeroporto internacional Indira Ghandi, na capital Nova Deli. Jayesh Patel circulava numa cadeira de rodas, com óculos e barba branca. A informação foi confirmada pela Força Federal de Segurança Interna, autoridade indiana que regula as entradas e saídas no país. 

Quando chegou à zona de controlo de passaportes, o homem apresentou um documento em nome de Amrik Singh, um cidadão nascido em 1938. O indivíduo seguia numa cadeira de rodas, apresentando-se com óculos e uma barba totalmente branca.

Ele apresentou-se como se fosse muito velho e incapacitado", contou Shrikant Kishore, outro inspetor, à CNN.

Foi o inspetor Rajveer Singh, que estava responsável pelo ecrã de controlo facial, quem suspeitou que algo não estava bem. Dirigiu-se ao homem e pediu-lhe que se levantasse, ao que o suspeito recusou, alegando dificuldades em mover-se, devido à idade. Outra das suspeitas foi a ausência de contacto visual com todos os inspetores presentes.

O controlador de ecrã pediu ao homem que se levantasse da cadeira de rodas. Ele disse que não se conseguia levantar, então perguntaram-lhe se podia ser ajudado, o que ele recusou relutantemente", acrescentou Shrikant Kishore.

Após nova observação, Rajveer Singh notou que a aparência do homem, nomeadamente a pele, indicava que este podia ser muito mais novo do que aquilo que dizia. Depois de alguma insistência das autoridades, o homem acabou por revelar a sua identidade verdadeira: Jayesh Patel, de 31 anos.

Até ao momento desconhece-se a razão do homem ter falsificado a identidade para fazer o voo entre Nova Deli e Nova Iorque.