Depois de ter encerrado devido à pandemia de Covid-19, um parque de diversões no Japão reabriu, mas com uma nova recomendação: agora, os visitantes não deverão gritar nas montanhas russas.

O parque de diversões Fuji-Q Highland, perto de Tóquio, está a pedir aos visitantes para "gritar através do coração" de forma a minimizar a propagação de gotículas vindas da boca e prevenir, assim, a propagação de vírus.

De acordo com os responsáveis do parque, citados pela BBC, esta medida tem o objetivo de mostrar aos visitantes que é seguro voltar aos parques de diversões depois da quarentena e que a segurança está a ser levada a sério.

Para dar o exemplo de como é possível viajar numa montanha russa sem gritar, os responsáveis do parque de diversões publicaram um vídeo de dois executivos a fazer uma viagem em silêncio.

As imagens, que entretanto se tornaram virais nas redes sociais, mostram os dois homens vestidos com roupa formal e máscaras, enquanto fazem a viagem.

Para encorajar os restantes visitantes a seguir as novas recomendações, o parque pede a quem ande na montanha russa para fazer "a sua cara mais séria" para a fotografia da viagem.

Os visitantes são ainda desafiados a partilhar a foto nas redes sociais com a hashtag #KeepASeriousFace e os resultados não podiam ser os melhores.

#真顔チャレンジ#富士急ハイランド

ここ以外終始気持ち悪いほど笑ってました pic.twitter.com/SBwMQKWgnn— ゆーゆ〜@壮絶な竹富島ロス (@yadoya_nizato) June 23, 2020

 カメラ向こうか正面向くか迷った末のカメラ目線
FUJIYAMA4回も乗れたしめっちゃ楽しかった!!#真顔チャレンジ pic.twitter.com/dM2qabGp8M

Os responsáveis do parque admitiram, no entanto, em declarações ao Wall Street Journal, que "vai ser impossível" impor esta regra e, por isso, as violações não vão ser punidas. 

Rafaela Laja