Afinal, a cantora Kelsy Karter não tatuou o rosto de Harry Styles na bochecha. Dias depois de ter conseguido que todo o mundo falasse sobre o assunto, a neozelandesa veio a público explicar do porquê de ter feito o que fez e clarificar que era tudo uma... maquilhagem.

Num vídeo divulgado no Youtube, Kelsy Karter explica que fez a "tatuagem" para promover a sua música mais recente e dedicada ao cantor. Para conseguir ter a atenção que queria para o seu novo trabalho, a neozelandesa e a equipa elaboraram um plano cujo resultado correu o mundo.

"Em abril de 2018 estava a passar pelo momento mais difícil da minha vida. A minha cadela Diva morreu, o meu namoro acabou e a última coisa que eu queria era escrever outra canção triste sobre o assunto", explica, acrescentando que decidiu então escrever uma música sobre Harry Styles e, uma semana depois, dirigiu e realizou o videoclip por cerca de 275 euros.

Ao longo de seis meses, a jovem criou o restante álbum e no final do ano faltava apenas alguma coisa que lançasse o seu trabalho de forma inesquecível. 

E foi aí que a tatuagem surgiu.

Para dar mais verdade à mentira, Kelsy Karter contratou o conceituado tatuador de Los Angeles Romeo Lacoste, que também partilhou no Instagram uma publicação que mostrava o quão surpreendido estava com a decisão da neozelandesa. Mas, Lacoste apenas desenhou o decalque da cara de Harry Styles e o restante trabalho ficou a cargo de uma maquilhadora.

A jovem conseguiu esconder-se ao longo de três dias e fazer manchete em vários jornais internacionais, sem que ninguém descobrisse que a tatuagem era falsa. Agora, revelou a verdade: foi tudo pela música.

"Já agora, nós sabemos que ficou ridícula. Era o objetivo. A tattoo desapareceu. Tudo o que resta é a música, que é o que eu e a minha equipa sempre quisémos", conclui a jovem.