Uma turista britânica, de 28 anos, salvou a irmã-gémea depois desta ter sido atacada por um crocodilo, enquanto nadava numa lagoa no México.

De férias, Melissa e Georgia Laurie estavam na Lagoa Manialtepec, conhecida mundialmente por brilhar no escuro, graças ao fenómeno natural da bioluminescência, quando aconteceu o ataque. 

Imagem TripAdvisor

De acordo com a imprensa britânica, Georgia ouviu os gritos de socorro da irmã e quando a viu, esta já estava a flutuar, inconsciente. Ao pegar nela para a arrastar para fora de água, foram novamente atacadas pelo crocodilo.

Georgia deu vários socos na cabeça do animal até conseguir que este libertasse a irmã. Foram atacadas pelo menos três vezes. Enquanto Georgia sofreu apenas alguns ferimentos nas mãos, Melissa escapou por pouco e encontra-se em coma induzido.

Segundo a mãe das gémeas, Sue Laurie, ainda não se sabe qual a gravidade dos ferimentos: "Ela tem água nos pulmões e está a tossir sangue. Portanto, não sabemos se ela tem um pulmão perfurado ou não", disse ao Daily Mail. 

Já o pai, Dean, afirmou que o guia turístico terá garantido às filhas que era permitido e seguro nadar naquela lagoa. O incidente aconteceu no domingo.

Cláudia Évora