Um rapaz de nove anos, de Severence, no Colorado, EUA, convenceu os dirigentes da câmara municipal da cidade norte-americana a pôr fim à proibição de lutas de neve. Dane Best defendeu que as crianças de Severence precisavam de um motivo para brincar na rua.

A legislação que impedia lutas de neves foi imposta há 98 anos e incluía outras proibições, como atirar pedras. No entanto, Dane centrou-se na primeira impossibilidade, quando descobriu, este ano, numa visita de estudo que era proibido brincar com bolas de neve na sua cidade.

Para tentar lutar contra essa lei, o rapaz perguntou o que poderia fazer e explicaram-lhe que deveria apresentar a sua proposta numa sessão pública da autarquia, em que os cidadãos podem expor as suas ideiais.

Num primeiro momento, Dane pediu ajuda à mãe, que lhe explicou que ele deveria estudar o tema para apurar os argumentos. 

Ao início, não sabia se ele ia conseguir, mas achei que, na pior das hipóteses, seria uma boa experiência de aprendizagem”, contou a mãe, Brooke Best, ao Huffington Post.

Dois meses depois, chegou a altura de se fazer ouvir e Dane mostrou-se muito bem preparado para aquilo que ia. Vestido com camisa e laço preto, o rapaz realizou uma apresentação de três minutos, em que mostrou que sabia o tema, preparou o diapositivo e incluiu ainda cartas dos seus colegas de escola sobre a iniciativa.

As crianças de Severance querem ter a oportunidade de fazer guerras de neve como o resto do mundo", disse a criança, citado pela emissora britânica BBC.

Os dirigentes da autarquia de Severence ficaram convencidos e acharam que, 98 anos depois, tinha chegado a alturar de legalizar as lutas com bolas de neve.

A cidade norte-americana celebrou a vitória de Dane na rede social Facebook.

O rapaz teve ainda a honra de ser ele a tirar a primeira bola de neve legal de Severence, em quase 100 anos.

Estamos orgulhosos por ele ter tido a iniciativa de mudar as coisas", confessou o pai, Derrick Best.