Um gangue de seis ladrões entrou numa loja de cigarros eletrónicos nos subúrbios de Charleroi, uma cidade belga, no sábado, com a intenção de a assaltar. No entanto, o dono pediu-lhes para voltarem no final do dia porque teria mais dinheiro para lhes dar e eles acederam ao seu pedido.

Didier, o dono da loja, contou que, ao longo de 14 minutos, tentou fazer amizade com os ladrões para que eles acreditassem em si.

Eu disse-lhes que às 15:00 não é a melhor hora para assaltar uma loja. Disse-lhes que poderiam levar 1000 dólares, mas se voltassem mais tarde eu teria 2000 ou 3000 dólares”, conta Didier à RTL, um programa de televisão belga.

 

O dono da loja disse-lhes para voltarem às 17:30 e, surpreendentemente, os ladrões assim fizeram e voltaram à loja uma segunda vez.

Quando voltaram uma segunda vez, Didier disse-lhes que a loja só fechava às 18:30 e que a essa hora iria dar-lhes o dinheiro que tinha prometido.

Os ladrões voltaram a abandonar a loja pela segunda vez.

Foi então que o proprietário decidiu ligar à polícia numa tentativa de apanhar os assaltantes quando eles regressassem mais tarde.

Quando liguei para a polícia eles não acreditaram que os ladrões voltariam.”

Mas o grupo voltou, uma terceira vez, às 18:30, já estava a polícia escondida dentro da loja para os conseguir apanhar. Foram detidos cinco homens, incluindo um menor, mas um sexto suspeito ainda conseguiu escapar.

Depois de terem caído na armadilha de Didier, os ladrões passaram a ser conhecidos como os “piores ladrões” na Bélgica.

“É como se fosse uma comédia. Já são conhecidos na Bélgica como os piores ladrões.”