Richard Angell estava a jantar com amigos, num restaurante no Mercado de Borough, em Londres, no sábado à noite. De repente, uma noite de diversão transformou-se em pânico e este jovem britânico teve de fugir do ataque que matou sete pessoas e deixou quase 50 feridas.

A história de Richard seria a de tantos outros, não fosse o caso de o jovem de 33 anos ter voltado ao local do ataque, logo no domingo de manhã, quando muitos ainda estariam a recuperar do choque. Porquê? Porque Richard quer pagar a conta que deixou para trás.

Os terroristas não podem ganhar. Esta é a melhor cidade do mundo e o Mercado de Borough é uma das minhas partes favoritas dela. Não vou deixar que os atos bárbaros de pessoas covardes minimizem isso”, disse, ao BuzzFeed.

O restaurante, no entanto, encontrava-se fechado no domingo de manhã, até porque a polícia ainda trabalhava no local. Mas Richard prometeu voltar assim que este reabrir.

Tenho de pagar a minha conta. Além disso, não demos gorjeta aos funcionários e eles tomaram conta de nós quando deviam estar a ajudar-se a si próprios.”

Quanto à noite do ataque, Richard lembra-se de estar sentado “na mesa mais próxima da porta”.

De repente, ouvimos o segurança a dizer para se fechar a porta e para nos taparmos. As pessoas saltaram para o chão, derrubando as mesas.”

Os clientes ficaram fechados no restaurante, com as luzes apagadas, até a polícia os retirar do local, após agentes armados terem verificado o edifício.

Richard lembra-se de ouvir disparos e de ver gente coberta de sangue. Depois, fugiu do local e voltou para casa. Até de manhã, quando voltou ao Mercado de Borough para pagar a conta.