Uma panamiana com cerca de 20 anos foi detida com mais de um quilo de cocaína dissimulado no peito ao chegar ao aeroporto de Barcelona, em Espanha.

A mulher, que tinha apanhado o avião em Bogotá, na Colômbia, levantou as suspeitas das autoridades, com as respostas vagas e imprecisas que deu aos serviços sobre a sua estadia em Espanha, e acabou por ser levada para outra área do aeroporto para ser revistada. Foi nessa altura que a agente se apercebeu que a mulher tinha as mamas ensanguentadas. Questionada, a jovem disse que tinha sido sujeita a uma intervenção cirúrgica para aumento do peito, mas, a polícia, apercebendo-se de algo branco, ordenou o internamento da mulher.

No hospital percebeu-se que a mulher tinha dois implantes mamários cheios de cocaína. Meio quilo em cada. E que a droga entretanto já tinha passado para a corrente sanguínea, segundo o «20 Minutos».
Redação / CF