Um raro fenómeno meteorológico deixou uma praia na Finlândia coberta de bolas de gelo. O momento foi capturado por Risto Mattila, um fotógrafo amador, que partilhou no Instagram as imagens de milhares de "ovos de gelo" na praia da ilha de Hailuoto, no Golfo de Bótnia, que separa a Finlândia da Suécia.

 

As bolas de gelo tinham tamanhos equivalentes a um ovo, mas algumas eram tão grandes quanto bolas de futebol e cobriam cerca de 30 metros do areal. "Nunca tinha visto nada assim", contou o fotógrafo à BBC, acrescentando que, no momento em que se deparou com os ovos de gelo, "estava sol, a temperatura rondava -1º e estava um dia ventoso".

Segundo os meteorologistas, este fenómeno raro é causado por fragmentos de gelo vão sendo empurrados pelo vento e pela água.

Para que as bolas se formem, é preciso que as temperaturas estejam baixas e que haja vento. Os ovos de gelo formam-se de pedaços de gelo de lençóis maiores, pedaços estes que são depois empurrados pelas ondas, que os arredondam e lhes suavizam as arestas. "Podem crescer quando a água do mar congela nas suas superfícies", explica George Goodfellow, especialista em meteorologia da BBC.

 

 

Ainda que incomum, este fenómeno já foi registado em algumas zonas da Rússia e no Lago Michigan, perto de Chicago, nos Estados Unidos.

Em 2016, por exemplo, os habitantes de Nyda, na Sibéria, encontraram bolas gigantes de gelo e neve, que cobriam cerca de 18 quilómetros de costa.