A leiloeira Christie's anunciou esta terça-feira que está a vender uma garrafa do famoso vinho francês Pétrus 2000 por um milhão de dólares (cerca de 830 mil euros). A garrafa já é cara por si só, mas esta é uma das 12 que passaram mais de um ano na Estação Espacial Internacional.

As garrafas foram enviadas em novembro de 2019 por investigadores que pretendiam perceber e explorar o potencial da agricultura espacial. Ao fim de 14 meses, e segundo os especialistas envolvidos no processo, o vinho alterou-se de forma subtil.

O diretor internacional do Departamento de Vinho e Espirituosas da Christie's, Tim Tiptree, afirmou que o vinho "maturou num ambiente único" onde a gravidade é perto de zero.

Uma garrafa normal deste vinho costuma custar perto de 10 mil dólares (qualquer coisa como 8.300 euros), pelo que sofreu uma valorização de 100 vezes.

É um vinho muito harmonioso que tem a capacidade de envelhecer de forma soberba, e foi por isso que foi escolhido para a experiência. É muito encorajador que tenha regressado à Terra delicioso", afirmou o responsável da leiloeira.

O teste foi feitono Instituto de Pesquisa da Vinha e do Vinho de Bordéus, em França, região onde são produzidas as garrafas de Pétrus 2000. A prova contou com 12 especialistas, que compararam a garrafa vinda do espaço com outras da mesma colheita, mas que ficaram na Terra.

António Guimarães