Foram encontrados dezenas de pardais e pombos com decorações natalícias, em Welligton, na Nova Zelândia.

De acordo com a SPCA (Society for the Prevention of Cruelty to Animals), associação de defesa dos animais, como os adereços se encontravam presos à volta do pescoço, ou nas asas destes pássaros, alguns acabaram por morrer à fome por não conseguirem voar e procurar comida.

As autoridades acreditam que estas aves tenham sido deliberadamente “decoradas” dado ao cuidado com que os adereços foram colocados e arranjados, informou o jornal New Zeeland Herald.

Muitos tentam retirar aqueles objetos estranhos com os bicos e com as patas, acabando por os emaranhar mais, impedindo-os, assim, de comer, beber e voar. Noutros casos, as decorações são tão apertadas que lhes cortam a circulação sanguínea” disse Paige Janssen, porta-voz da SPCA, num email à BBC.

 

Aqueles que sobrevivem e chegam ao nosso centro estão sempre em muito mau estado, e estão tão desnutridos e aflitos que temos de os eutanasiar” acrescentou.

De acordo com Janssen, desde 2015 que têm surgido várias denúncias de aves “decoradas”, porém, durante o Natal e o Ano Novo esse número aumentou consideravelmente.

Recebemos cerca de 30 chamadas ao longo deste período. Foi várias vezes vista uma dúzia de pássaros que ainda se movimentam e voam ao redor de Kilbirnie que ainda não conseguimos apanhar”.

Na terça-feira, um grupo da SPCA de Welligton, conseguiu resgatar sete pombos “decorados” de uma propriedade em Kilbirnie. No entanto, continuam atrás do autor deste “caso de crueldade” e, na semana passada, fizeram um apelo à população caso esta tenha alguma informação útil à investigação.

Alguns destes pássaros também eram pintados da cor dos adereços que lhes eram colocados.

Havia um pombo que tinha um adereço de Natal vermelho brilhante à volta das asas e depois o topo da cabeça estava pintado com tinta vermelha, assim como as asas” disse o New Zeeland Herald, citando o gerente regional da SPCA.