Uma advogada indiana, que acredita que o príncipe Harry a pediu em casamento, exige agora que o neto de Isabel II seja preso por "quebrar a promessa".

A mulher, identificada como Palwinder Kaur, alega, numa petição apresentada ao Tribunal Superior de Punjab e Haryana, na Índia, que foi contactada nas redes sociais pelo príncipe e que, após corresponder durante algum tempo, lhe disse que queria casar com ela.

Segundo noticia a imprensa britânica, Palwinder Kaur solicitou às autoridades indianas que emitissem um mandato de prisão internacional para que a polícia e o Reino Unido pudessem prender Harry e que este seja forçado a cumprir a promessa de casamento "sem mais demoras".

A advogada acrescentou que só decidiu exigir a ação do tribunal, depois de ter escrito também ao pai, o príncipe Carlos, informando-o de que Harry estava noivo dela e não estaria a honrar a promessa de casamento.

No entanto, o tribunal rejeitou o pedido por não ter sido provado que a mulher tenha mesmo falado com o príncipe e alertou-a para os perigos do "catfishing" (quando uma pessoa se faz passar por outra nas redes sociais).

De facto, quando questionada pelo juiz, Palwinder Kaur admitiu que nunca tinha ido ao Reino Unido, nem conhece o Duque de Sussex pessoalmente, e que todo o alegado contacto entre os dois tenha foi por email e através das redes sociais.

Recorde-se que Harry casou com Meghan Markle em maio de 2018 e esperam o segundo filho, que se juntará a Archie, atualmente com quase dois anos.

Rafaela Laja