O norte-americano John Spinnie, de 42 anos, roubou um carro em Cincinnati, Ohio, para não chegar atrasado ao tribunal, onde tinha uma audiência na qual respondia à acusação por roubo de jóias, segundo o jornal G1.

Betsy Sundermann, assistente da procuradoria de Hamilton, disse que Spinnie alegou que um desconhecido tinha permitido que ele usasse o carro, após o pagamento de uma taxa de 10 dólares (aproximadamente sete euros).

Betsy Sundermann contou ainda que o homem foi detido pela polícia antes de chegar ao tribunal. Após o novo crime, o juiz Fanon Rucker estipulou uma fiança de cinco mil dólares (aproximadamente três mil euros).

Na passada quinta-feira, o tribunal de Ohio afirmou que Spinnie poderia ser responsável por uma série de assaltos em Norwood, incluindo um em que supostamente roubou uma televisão da casa de um assistente da procuradoria.