Quando a família Sanchez ouviu um grande estrondo no sábado, pensou imediatamente que se tratava de um relâmpago. Afinal, foi o som do chão a colapsar a poucos metros da sua casa em Santa Maria Zacatepec, no México.

Segundo noticia a AFP, a cratera gigante continua a expandir-se dia após dia, ameaçando os residentes desta zona rural. Esta quinta-feira, o buraco já registava mais de 90 metros de diâmetro. 

O buraco, que está cheio de água, aproxima-se a um ritmo alarmante da casa da família Sanchez, que teme ficar desalojada.

Nós não temos nada. Nós não somos daqui. Não temos familiares. Estamos sozinhos", afirmou Heriberto Sanchez, que é natural do estado de Veracruz.

Tanto especialistas, como as autoridades estão a analisar o problema: uma falha geológica ou variações no teor de água do solo são apontadas como as possíveis causas.

À medida que a cratera vai aumentando, grandes pedaços de terra continuam a soltar-se do solo, assustando os curiosos que se aproximam da vedação de segurança estabelecida pelas autoridades.

Rafaela Laja