Drew (nome fictício) tem apenas 12 anos, mas isso não o impediu de viajar sozinho de Sidney até Bali. O rapaz australiano roubou o cartão de crédito à mãe, comprou o bilhete de avião, convenceu a avó a dar-lhe o passaporte e entrou no voo da Jetstar com destino à ilha sem que ninguém o parasse. 

Porquê? Porque a mãe lhe tinha dito que não podia viajar para Bali. 

Segundo conta o A Current Affair, depois de a mãe lhe ter negado a viagem para a Indonésia, Drew conseguiu encontrar uma companhia que permite que menores de 12 anos viagem sozinhos, comprou o bilhete, reservou um quarto de hotel e fez as malas.

À família, o rapaz disse que ia para a escola. Pegou na trotinete e foi até à estação onde apanhou o comboio para o aeroporto. Lá chegado, usou um terminal de self-service check-in, passou pelo controlo de bagagem, e embarcou num voo com destino a Perth. Ali foi-lhe pedido identificação que provasse que tinha mais de 12 anos.

"Pediram-me o meu cartão de estudante e o passaporte para provar que tinha mais de 12 anos e que estava no secundário. Foi espetacular porque eu queria ter uma aventura", contou ao programa da cadeia 9Network.

Ainda assim, Drew conseguiu seguir viagem para a Indonésia. Já em Bali, fez check-in no hotel All Seasons dizendo que estava à espera da irmã.

A família só deu pela falta do rapaz quando a escola os alertou de que ele tinha faltado. Quando descobriu que o filho estava em Bali, a mãe, Emma, voou até à Indonésia para o ir buscar.

"Fiquei chocada, desiludida. Não há emoção que possa descrever o que senti quando descobri que ele tinha viajado", afirmou a mãe, acrescentando que o filho não gosta de ouvir um "não".