O TikTok não é apenas uma plataforma que alberga desafios de dança e músicas virais, é também espaço para algumas experiências bizarras. É esse o caso de Javier, um utilizador espanhol da rede social, que criou um estranho universo em torno da sua conta, intitulada “único sobrevivente”.

Nessa conta, que já tem mais de dois milhões de seguidores, Javier diz ter acordado num hospital de Valência em 2027, depois de ter sido alvo de uma experiência cientifica realizada em 2021 que o transportou no tempo. No entanto, sublinha que a experiência não funcionou plenamente e acabou por ser transportado para uma “realidade paralela” onde não existe nenhum ser vivo.

Com o perfil @unicosobreviviente no TikTok e no Instagram, Javier aproveita-se das restrições da pandemia para mostrar imagens de diversos locais absolutamente desertos e sem qualquer presença humana, alguns deles muito difíceis de entrar, como o estádio Mestalla, do Valência.

Acordei sozinho num hospital de Valência (Espanha). Não me recordava do meu nome nem de onde vinha. Decidi sair à rua. E não havia ninguém", descreveu. "Tudo estava como em 2021, mas os aparelhos mostravam 2027."

A pouco e pouco o homem vai dando novas pistas sobre a sua origem, afirmando que consegue comunicar com a nossa realidade através de objetos. Vários deles foram deixados em vários locais da cidade de Valência, tendo sido encontrados na vida real pelos seus seguidores.

As reações à página são mistas, com diversas pessoas a não acreditar na história de Javier e a exigir mais “provas”. Outros entram na brincadeira e admitem aguarda “pelos próximos vídeos”. No entanto, continuamos sem saber o propósito ou a origem da conta e muitos sugerem de que se trata de uma campanha de promoção levada a cabo na rede social.

Redação