Um vídeo de um grupo de mulheres a dançar "twerk" num evento militar está a dividir a opinião pública da Austrália.

O momento, aparentemente incongruente, emergiu na quarta-feira e rapidamente tornou-se viral nas redes sociais. Toda a gente reclamou, ainda que por diversas razões.

Segundo noticia a BBC, os deputados conservadores australianos consideraram a dança "inapropriada". Também os tablóides locais questionaram o contexto militar, enquanto nas redes sociais multiplicaram-se os comentários sobre os passos de dança "muito sexuais" do grupo.

Por outro lado, os membros do grupo de dança em causa, o 101 Doll Squadron, que foi contratado pela Royal Australian Navy para atuar numa cerimónia do novo navio, o HMAS Supply, criticam a cobertura da comunicação social.

As mulheres acusam a estação ABC de "edição enganosa" ao incluir falsamente imagens de convidados e dignitários militares no vídeo, que incluíam "filmagens de ângulos que não podiam ser vistos pelo público".

Consideramos isto muito assustador e reflete mais sobre o operador de câmera da ABC e a sua necessidade de sexualizar as mulheres e os seus passos dança para a sua própria gratificação", diz a declaração.

A marinha australiana já reagiu à polémica e garante que nenhum oficial ou dignitários, como o governador-geral, assistiu ao espetáculo, uma vez que ocorreu antes da sua chegada. Contudo, a marinha não explicou porque é que o grupo de dança foi contratado.

Também o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, pronunciou-se sobre o episódio, considerando que "os padrões falharam".

Redação / RL