Um gato de seis anos tornou-se uma estrela da Internet, ao tornar-se o primeiro animal a receber duas patas protéticas em Itália, depois de um acidente à beira de uma estrada de Milão, quando um veículo o atropelou. 

Vituzzo, como é chamado pelas suas donas, sofreu o acidente quando o casal se encontrava em lua de mel, de acordo com a BBC. A antiga basquetebolista Silvia Gottardi e a sua mulher Linda Ronzoni tinham deixado o animal ao cuidado de um amigo do casal, enquanto se encontravam ausentes.

Quando um gato sofre um acidente onde perde ambas as patas traseiras, geralmente tem que ser eutanasiado. A cirurgia de que foi alvo Vito, para a colocação de duas próteses inseridas diretamente na parte superior das patas, nunca tinha sido concluída com sucesso em Itália. Algo que ajudou a fazer com que a hashtag que o popularizou, #vituzzosuperstar, se tornasse viral. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Fame, fame, fame! Come sono lente queste umane la mattina... #vituzzosuperstar #bioniccat #hungrycat

A post shared by Vituzzo superstar (@vituzzosuperstar) on  

Uma estrela no Facebook e no Instagram, agora Vito é visto a passear por sua casa a fazer coisas típicas de gato, como sentar-se em cima do teclado do computador das donas ou provocar os cães que passam pela rua.

Toda a imprensa fala de mim. Mas eu mantenho-me humilde", pode ler-se na descrição da última publicação de Vituzzo.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Cat at work! #vituzzosuperstar #bioniccat #igatticonquisterannoilmondo #workingcat #gattissimo #ilovemycat

A post shared by Vituzzo superstar (@vituzzosuperstar) on

Vito, o gato biónico, é da pequena aldeia de San Vito Lo Capo, no nordeste da Sicília. Originalmente, o gato pertencia à mãe de Silvia, mas aquando da sua morte, o pai de Silvia começou um relacionamento com uma pessoa com alergia a gatos. Foi assim que Vito foi parar às mãos do casal.

Em julho de 2018, aconteceu o casamento. Compromissos profissionais atrasaram a lua-de-mel até dezembro, altura em que Vito foi entregue temporariamente a um amigo.

Foi nessa altura em que se deu o acidente. Esteve desaparecido durante mais de 24 horas. Quando foi encontrado, os seus ferimentos eram tão graves que uma das patas foi retirada imediatamente, mas os cirurgiões ainda tentaram salvar a outra.

  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ritratto di famiglia! #vituzzosuperstar #bioniccat #family Ph. by @claudiarocchini 😍

A post shared by Vituzzo superstar (@vituzzosuperstar) on

Ele tinha perdido uma pata e estava em risco de perder outra, sem a qual ele não podia viver", escreveu o casal. "Nós estávamos longe. Foi um momento terrível, mas felizmente temos pessoas incríveis por perto que tomaram conta dele".

Quando se tornou claro para os cirurgiões que Vito teria que ter a segunda pata traseira amputada, trataram de arranjar "pernas" temporárias ao gato, enquanto trabalhavam numa solução permanente, semelhante às próteses utilizadas pelos atletas. 

O que se seguiu foi um sucesso. Meses depois de se habituar à ideia de ser um "gato biónico", Vito aparenta viver uma vida bastante confortável.