O défice público alemão foi de 79,3 mil milhões de euros no ano passado, o equivalente a 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB), anunciou o Instituto Federal de Estatística (Destatis).

O valor ultrapassa assim o tecto imposto pelo Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC), que é de 3%, e fica uma décima acima da primeira estimativa, revelada em Janeiro. Desde 2005 que a Alemanha não violava este limite.

O valor negativo não surpreendeu os analistas, depois de a Alemanha ter tido que aumentar as despesas, como a maioria dos países europeus, nos pacotes anti-crise. Para além disso, o aumento do desemprego e recurso às prestações sociais e a quebra das receitas fiscais, que normalmente acompanham as situações de recessão económica, também desfalcam os cofres do Estado.

O consumo público subiu 0,6% em 2009, enquanto que o privado caiu 1%. O investimento em bens de equipamento cedeu 1,5%.
Redação / PGM