«Somos dos países da Europa com um dos crescimentos mais rápidos»



«Estimamos no final deste ano chegar aos 500 locais de recolha e conseguir recolher mais de 34 mil toneladas de resíduos, o que é muito bom num ano de recessão e de quebra de receitas»