Segundo os dados da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), publicados no site do regulador e em comparação com Dezembro de 2005, os valores representam um crescimento de 171,8%, ou seja, mais do que duplicaram, até porque no fim do ano existiam 72 mil lacetes desagregados em Portugal.

Isto significa que, nos doze meses do último ano, as operadoras alternativas desagregaram mais de 123 mil lacetes, o que mostra que as operadoras apostar mais em ofertas com acesso directo aos clientes finais.
Redação / CPS