O clássico está à porta, é já no próximo domingo. Quando estes jogos se aproximam há muita gente que começa a pensar que jogadores poderão decidi-lo, olhando para o que até aí se passou na época. O MAISFUTEBOL dá uma ajuda, com números, na análise a quem mais se tem destaca em Sporting e FC Porto.

Bruno Fernandes é a grande figura do arranque do Sporting esta temporada. São seis os golos marcados, cinco na Liga e mais um na Champions. Bas Dost leva cinco no total, quatro no campeonato, e Gelson Martins outros tantos, com três na principal prova do futebol português.

MARCADORES: 6 (5 Liga), Bruno Fernandes; 5 (3), Gelson Martins; 5 (4), Bas Dost; 2 (0), Doumbia; 1, Adrien (1); 1 (1), Coates; 1 (1), Mathieu; 1 (0), Acuña; 1 (0), Battaglia; 1 autogolo (1), por Aberhoune (Moreirense), na Liga.

Do lado do FC Porto a maior figura é, sem dúvida, Aboubakar. Já leva oito golos, seis deles no campeonato, muito bem apoiado pelos cinco de Marega.

MARCADORES: 8 (6 Liga), Aboubakar; 5 (5), Marega; 3 (3), Brahimi; 2 (2), Marcano; 1 (1), Corona; 1 (1), Tiquinho Soares; 1 (1), Danilo; 1 (0) autogolo de Tosic (Besiktas) na Liga dos Campeões.

Óliver Torres começou a época com números impressionantes, mas caiu do onze depois do Besiktas.

No que diz respeito a assistências, Óliver Torres e Alex Telles têm sido os mais produtivos no conjunto de Sérgio Conceição, embora o jovem médio espanhol tenha perdido espaço depois da derrota com o Besiktas.

ASSISTÊNCIAS: 3 (3 na Liga), Óliver Torres; 3 (3), Alex Telles; 2 (2), Corona; 2 (1), Marega; 1 (1), Marcano; 1 (1), Brahimi; 1 (1), Aboubakar

No Leão, destaca-se o reforço argentino Acuña, já com cinco passes para golo. Coincidência ou não, o extremo-esquerdo não esteve no empate da equipa de Jorge Jesus em Moreira de Cónegos, que originou a única perda de pontos na Liga até aqui.

ASSISTÊNCIAS: 5 (3 na Liga), Acuña; 2 (1), Gelson Martins; 2 (0), Bruno Fernandes; 1 (1), Piccini; 1 (1), Fábio Coentrão; 1 (1), Iuri Medeiros; 1 (1), William Carvalho; 1 (0), Doumbia; 1 (0), Coates.

O argentino Acuña tem sido um jogador fundamental nos passes para golo.

Rui Patrício e Sebastián Coates são os jogadores mais utilizados por Jorge Jesus. O guarda-redes internacional português e o central uruguaio somam 900 minutos (dez jogos) e são totalistas na Liga com 630 (7), aqui com a companhia de Bas Dost. O holandês cai mesmo do top-5 quando se somam as outras competições, trocando com Piccini.

Top 5 Geral: Rui Patrício e Coates, 900; Mathieu, 896; Piccini, 833; e Gelson Martins, 813

Top 5 Liga: Rui Patrício, Coates e Dost, 630; Mathieu, 626; e Gelson Martins, 571.

O treinador do Sporting utilizou já 24 jogadores, somando Liga, Liga dos Campeões, incluindo play-off, e Taça da Liga. No campeonato, fez alinhar apenas 20 até aqui.

Sérgio Conceição utilizou 20 futebolistas na Liga e na Europa, tendo entretanto adiado a Taça da Liga, e 19 apenas no campeonato. O jogador a mais é Sérgio Oliveira, que se estreou precisamente no Mónaco esta temporada. Casillas, Felipe, Marcano (todos com 810 minutos), Alex Telles (799) e Danilo (785) estão no top 5 da época, repetindo-se a ordem quando se isola o campeonato: os três primeiros com 630 minutos, o lateral com 619 e o médio-defensivo com 614. Salta à vista o núcleo duro dos portistas.


Em jeito de conclusão, nota-se que os dois treinadores têm apostado numa boa estabilidade defensiva se olharmos para os mais utilizados, com Bruno Fernandes e o argentino Acuña a destacarem-se do lado do Sporting, e Aboubakar e Marega a trazerem números fantásticos a um ataque avassalador por parte do FC Porto.

Quem irá levar a melhor no domingo?

Luís Mateus