Papa em Fátima

AO MINUTO: Siga a visita do Papa Francisco no centenário das aparições de Fátima e canonização dos pastorinhos
12 Maio 2017

AO MINUTO

19:43

Marcelo agradece a Francisco "inesquecível peregrinação"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou uma mensagem ao Papa Francisco para lhe agradecer, em nome de Portugal, a "inesquecível peregrinação" a Fátima.

Portugal agradece a inesquecível peregrinação de Vossa Santidade a Fátima", escreveu Marcelo Rebelo de Sousa, numa mensagem enviada ao papa Francisco após a partida para Roma, publicada no site da Presidência.

O avião do papa Francisco aterrou hoje às 19:20 locais (18:20 de Lisboa) em Roma, duas horas e meia depois da partida da base aérea de Monte Real, Leiria.

19:39

Prossegue romaria aos túmulos dos pastorinhos tornados santos

Os túmulos dos pastorinhos Jacinta e Francisco Marto, elevados a santos em Fátima pelo Papa Francisco, tornaram-se o local de maior procura na Cova da Iria, com centenas de peregrinos a procurarem ali uma oração.

Às 18:00, cinco horas depois do final da peregrinação que celebrou o Centenário das Aparições, os peregrinos ainda se amontoavam nas escadas por detrás do altar principal do Santuário de Fátima. Numa fila demorada, cumpriam um último esforço, agora até acrescentado com o sacrifício que a chuva provoca e que atinge a Cova da Iria desde que Francisco saiu de Portugal.

O papa Francisco canonizou hoje Jacinta e Francisco, os mais jovens santos não-mártires da Igreja Católica.

Aproveitei o facto de ter vindo em peregrinação e, já que aqui estou, visito novamente os túmulos. Agora são santos, é diferente, não é?”, disse à agência Lusa, João Vaz, 38 anos, que viajou de Santa Comba Dão.

Apesar da chuva e acompanhado de um amigo, João Vaz explicou estar disponível para aguentar duas horas de fila até chegar aos túmulos e elogiou a peregrinação presidida por Francisco, que terá somado nos dois dias aproximadamente um milhão de pessoas.

Vitória Magalhães, de Santarém, assumiu um cansaço “pouco normal”, depois de ter passado a noite no Santuário “para estar mais próxima” do papa, mas manifestou-se também “ainda em forma” para visitar os túmulos.

Tal como João, quer ter a primeira experiência de visitar os túmulos dos mais jovens santos da Igreja Católica.

O santuário, por outro lado, regressa à sua vida normal fora das grandes peregrinações, com o lixo a ser rapidamente retirado do local e com os peregrinos, aos poucos e poucos, a também abandonarem o local.

19:36
19:35
18:08

Marcelo: Papa era para vir só no dia 13

O Presidente da República contou este sábado, após o Papa ter partido, que a visita de Francisco a Fátima esteve para ser só no dia 13. Aí, o Estado português contou "com grandes aliados para a esticar para dia 12".

Em declarações aos jornalistas, na Base Aérea de Monte Real, em Fátima, Marcelo Rebelo de Sousa falou ainda sobre a conversa que teve com o Papa, antes da sua partida para Roma: "As últimas palavras que trocámos foram ele a dar-me força e eu a dar-lhe força".

E ele precisa mais de força do que eu, porque a tarefa dele é que é verdadeiramente mais importante, porque há tantos conflitos nos quais ele está pessoalmente empenhado como mediador, e a Santa Sé, que nada do que importante no mundo lhe escapa", acrescentou.

Segundo o Presidente da República, o líder da Igreja Católica, "no avião, vai agora trabalhar com uma pastinha numa série de questões internacionais, porque sente que tem um papel a cumprir, muitas vezes com sucesso, outras vezes com menos sucesso, mas que ninguém mais pode cumprir".

"Operação dificílima"

Marcelo Rebelo de Sousa descreveu esta visita apostólica do papa como uma "operação dificílima e muito complexa" e agradeceu a todas as estruturas do Estado que contribuíram para a pôr de pé, autarquias, Forças Armadas, e também à Igreja Católica, considerando que "condensar isto em menos de 24 horas é muito difícil".

Depois, dirigiu "uma palavra muito especial" ao núncio apostólico em Portugal, Rino Passigato, que disse ter sido um aliado, "às vezes secreto".

Eu hoje posso talvez dizer-vos que houve projetos bem mais limitados para Sua Santidade estar cá apenas umas horas, no dia 13. E nós contámos com grandes aliados para a esticar para dia 12, e ainda bem", referiu.

De acordo com Marcelo Rebelo de Sousa, o Papa "ficou muito impressionado com o que viu" em Fátima, "foi dizendo que ultrapassou todas as expectativas", e "como que rejuvenesceu" de sexta-feira para hoje: "Como vinha fatigado ontem e como saiu hoje, era outra pessoa".

Estava muito impressionado com o calor das pessoas, mas um calor ponderado, moderado, sentido", prosseguiu.

Francisco feliz com o tempo

O Presidente referiu que o Papa ficou "muito feliz também com o tempo" que fez.

Foi dizendo que tivemos uma ajuda lá de um amigo de cima, porque realmente não choveu. E eu disse: 'Ó santidade, choveu um bocadinho, ontem [sexta-feira], mas foi na altura em que já não estava, foi na altura da comunhão, na missa'", relatou.

Questionado se ficou combinada alguma outra visita oficial do papa, respondeu que não, e realçou que o líder da Igreja Católica não faz muitas visitas, "por razões óbvias de agenda, de saúde, e por razões de programação complicada".

Para todos os portugueses foi, de facto, um momento único, porque tivemos uma oportunidade que muitos países, muitos povos gostariam de ter tido e que não tiveram, e poderão não vir a ter. E Portugal teve, e mostrou que era justificada essa oportunidade", considerou.

Marcelo Rebelo de Sousa deixou um "agradecimento aos portugueses", que, no seu entender, foram "excecionais, crentes e não crentes".

Os crentes, na forma massiva como se empenharam e aderiram e estiveram em Fátima ou não estiveram, mas acompanharam. Os não crentes pelo respeito que revelaram e, em muitos casos, a admiração pessoal, independentemente da fé, pelo Papa", completou.

16:16
GALERIA

As últimas imagens do Papa em Portugal

Depois do se despedir de alguns elementos da Igreja, pede-se à comunidade católica que cante em uníssono no momento em que Francisco abandona o Santuário. O Papa parte para a Roma um pouca antes das 15h.
13 mai 2017, 13:58
16:14

Francisco teve "almoço muito familiar"

O papa Francisco pediu desculpa por ter passado pouco tempo com os bispos portugueses durante a sua peregrinação a Fátima, disseram alguns deles à agência Lusa.

Foi um almoço muito familiar, com uma palavra de saudação do cardeal patriarca e o agradecimento do Santo Padre. Ele manifestou a grande alegria em estar connosco e pediu, em certo sentido, desculpa por ter estado tão pouco tempo connosco”, contou o arcebispo de Braga, Jorge Ortiga, à saída da Casa Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Segundo o prelado, a justificação foi de que “a visita foi essencialmente pessoal e mais dedicada ao povo de Deus e, por isso, não teve tempo para estar com os bispos”.

O bispo de Viseu, Ilídio Leandro, disse que Francisco pediu desculpa por os bispos terem sido os últimos a serem cumprimentados por ele.

Achámos que era uma maneira muito jocosa de brincar connosco e agradecemos”, referiu.

Para Jorge Ortiga, esta visita de Bergoglio a Fátima foi “essencialmente uma experiência espiritual e, como experiência espiritual, é impossível fazer qualquer tipo de balanço”.

Creio que isto entra só dentro dos desígnios de Deus e o principal aconteceu no coração das pessoas”, frisou.

Questionado sobre a mensagem deixada pelo papa em Fátima, o arcebispo de Braga realçou o facto de ele “ver Maria como mãe, mestra, por um lado, e modelo pelo outro”.

Faz parte do seu paradigma pastoral, pedindo aos cristãos que sejam como que os braços de Maria para servir e para mostrar a ternura de Maria aos outros”, acrescentou.

Francisco saiu da Casa Nossa Senhora do Carmo às 14:20, depois de ter almoçado com os bispos portugueses e para iniciar a viagem para a base aérea de Monte Real, numa altura em que começava a chover.

Segundo o bispo de Aveiro, António Moiteiro Ramos, o líder da Igreja Católica gracejou: “Eu parto e Portugal chora”.

José Sanches Alves, arcebispo de Évora, afirmou que o papa falou aos bispos a mesma mensagem, “muito bonita”, deixada ao povo português: “Nós temos uma mãe”, que “é mãe de todos nós”, e que, “com Maria, podemos caminhar tranquilos e serenos”.

Para o arcebispo, esta mensagem resume todas as outras transmitidas por Francisco durante a visita ao Santuário de Fátima, onde presidiu às cerimónias do Centenário das Aparições, que tiveram como ponto alto a canonização de Francisco e Jacinta.

Nas intervenções que fez em Fátima, Francisco deixou apelos à paz e à concórdia e lembrou os excluídos da sociedade e todos os que sofrem em consequência dos conflitos em vários países do mundo.

Francisco foi o quarto papa a visitar Portugal.

16:12

Bispo de Leiria-Fátima louva visita de Francisco que "superou expetativas"

O bispo de Leiria-Fátima disse este sábado que o momento da canonização dos pastorinhos Jacinta e Francisco pelo papa foi um “dia memorável, cheio de beleza e espiritualidade”.

António Marto falava à agência Lusa após o Papa Francisco abandonar o território português, cerca de 24 horas depois de ter chegado para presidir ao Centenário das Aparições.

Para Fátima, disse António Marto, este foi o “momento alto” das comemorações do Centenário.

O prelado disse também que se juntaram três eventos num só dia: ”O centenário das aparições, a canonização dos pastorinhos e a presença do papa, que dá uma dimensão histórica à ocasião”.

Esta vinda superou as expectativas. Até o tempo ajudou, porque estava previsto chuva de manhã”.

O avião da TAP com o papa Francisco e a sua comitiva levantou hoje voo da Base Aérea de Monte Real, às 15:53, de regresso a Roma, após uma peregrinação a Fátima.

15:52

Avião descola e Papa deixa solo português

Avião "Grão Vasco" da frota da TAP descolou da base aérea de Monte Real, em Leiria, às 15:52. A bordo, segue o Papa Francisco rumo a Roma e ao Vaticano 

VÍDEO

O adeus a Portugal

Avião com o Papa Francisco descola da base aérea de Monte Real, em Leiria

13 mai 2017, 15:52
15:43

Avião com o Papa faz-se à pista

Avião "Grão Vasco" da frota da TAP começa a rodar na pista da base aérea de Monte Real, em Leiria. A bordo, segue o Papa Francisco. Eram 15:43

15:39

Trânsito intenso nas saídas de Fátima

O trânsito está esta tarde intenso nas principais saídas de Fátima, principalmente no acesso a autoestrada 1 (A1), mas não se registam paragens, disse à agência Lusa fonte da GNR.

O acesso à A1 está com algum constrangimento, mas o trânsito está a circular”, adiantou a fonte do posto territorial da GNR de Fátima.

Segundo a Guarda Nacional Republicana, regista-se ainda trânsito lento em algumas vias no interior de Fátima, existindo os maiores constrangimentos entre as rotundas norte e sul.

O tráfego rodoviário é também elevado nas estradas municipais, numa altura em que os peregrinos abandonam o Santuário de Fátima, após as celebrações presididas pelo Papa Francisco.

15:35

Quase 1400 peregrinos assistidos em Fátima

Quase 1.400 peregrinos foram assistidos até às 15:00 deste sábado nos serviços de apoio à saúde em Fátima, tendo 61 deles sido transferidos para os hospitais onde receberam cuidados mais diferenciados, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil.

A mesma fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) adiantou que um dos 61 feridos transferidos para as unidades hospitalares foi helitransportado para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Segundo a ANPC, 1.392 peregrinos foram assistidos nos postos do INEM, Cruz Vermelha Portuguesa e Bombeiros, meios de saúde disponíveis junto ao Santuário de Fátima.

Estes dados referem-se aos atendimentos registados entre quinta-feira e as 15:00 de hoje no âmbito da operação de proteção e socorro montada para a visita do papa Francisco a Fátima.

Num balanço provisório feito à Lusa, o comandante nacional de operações de socorro, Rui Esteves, afirmou que o dispositivo especial montado para a visita do papa foi “o adequado”, bem como o posicionamento dos meios.

Rui Esteves adiantou que os dados disponíveis, até este momento, permitem concluir que a operação correu “em função do planeado”.

Segundo o comandante da ANPC, os meios humanos e materiais estiveram disponíveis para qualquer circunstância.

Rui Esteves apelou ainda aos peregrinos para que viagem de regresso a casa seja feita em segurança, tal como aconteceu na vinda para Fátima.

O dispositivo especial de proteção e socorro está ativo desde quarta-feira e vai ser desativado às 20:00 no domingo, tendo sido os meios reforçados entre sexta-feira e sábado.

Este dispositivo envolveu um total de 980 operacionais, mas apenas estiveram no terreno 668, uma vez que os restantes 312 só eram acionados em caso de uma situação excecional.

15:31

Francisco está a bordo do avião da TAP

Pela janela do avião, vê-se o Papa Francisco, sentado, aguardando a descolagem rumo a Roma

VÍDEO

Papa a postos para regressar ao Vaticano

À janela do avião da TAP, a última imagem do Papa em Portugal

13 mai 2017, 15:31
15:28

O último adeus de Francisco ao entrar para o avião

Eram 15:27 quando o Papa Francisco entrou no avião, voltou-se para fora e acenou pela última vez.

VÍDEO

O último adeus do Papa

Francisco sobe a escadas do avião e despede-se

13 mai 2017, 15:28
15:27

Papa sobe a escada do avião da TAP

15:26

Francisco despede-se do clero e figuras do Estado

O papa Francisco foi recebido pelas três mais altas entidades do Estado português, na sua despedida de Portugal, na Base Aérea de Monte Real, em Leiria, conforme tinha acontecido na sua chegada.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, acompanhou o chefe de Estado do Vaticano até à entrada do avião da TAP em que Francisco viajou com destino a Roma, através de uma passadeira vermelha.

Junto a essa passadeira vermelha, estavam o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, o primeiro-ministro, António Costa, e as respetivas mulheres, e também a filha do chefe do Governo, que o líder da Igreja Católica cumprimentou.

15:21

Papa sai do carro e saúda pessoas na base aérea

VÍDEO

Francisco sai do carro na base aérea de Monte Real

Momento em que o Papa é recebido pelo Presidente da República Portuguesa

13 mai 2017, 15:33
15:17

Ainda no carro, Francisco abençoa mais algumas crianças

Dentro da base aérea de Monte Rela, o Papa Francisco aproveita para se despedir de populares que o aguardam

VÍDEO

As últimas bençãos de Francisco

Já na base aérea, o Papa continuou a abençoar os fiéis

13 mai 2017, 15:24
15:14

Papa chegou à base aérea de Monte Real

Comitiva automóvel entrou na base aérea às 15:11

15:13

Mais altas figuras do Estado em Monte Real

Além do Presidente da República Portuguesa, estão também na base aérea, para se despedir do Papa, a segunda figura do Estado, Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República, o primeiro-ministro, António Costa e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Santos Silva. 

VÍDEO

A espera por Francisco em Monte Real

Além do Presidente da República Portuguesa, estão também na base aérea, para se despedir do Papa, a segunda figura do Estado, Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República, o primeiro-ministro, António Costa e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Santos Silva. 

13 mai 2017, 15:14
Loading

N�o existem mais eventos...