Acusação da Operação Marquês

28 arguidos foram acusados. Sócrates acusado de 31 crimes
11 Outubro 2017

AO MINUTO

21:58
VÍDEO

"O juiz Carlos Alexandre não poderá ser juiz neste processo"

Advogados de José Sócrates consideram que o magistrado não tem condições para ser juiz de instrução no processo

11 out 2017, 21:26
21:37
VÍDEO

Operação Marquês: os crimes de que estão acusados os principais arguidos

Só ex-primeiro-ministro José Sócrates está acusado de 31 crimes

11 out 2017, 21:36
21:37
VÍDEO

Os números da Operação Marquês

A história do processo Operação Marquês também é uma história feita de números. O Ministério Público efetuou cerca de 200 buscas e ouviu mais de 200 testemunhas ao longo de quatro anos de investigação. O inquérito foi conduzido por uma equipa de quase 30 procuradores e inspetores tributários. O despacho de acusação, conhecido esta quinta-feira, tem mais de 4 mil páginas.

11 out 2017, 21:29
20:59

Bastonário dos Advogados diz que processo vai demorar "imenso tempo"

O bastonário da Ordem dos Advogados, Guilherme Figueiredo, afirmou esta quarta-feira que o processo vai demorar "imenso tempo", salientando a importância do encerramento da fase de inquérito.

 

O que posso referir é que me congratulo por finalmente termos a acusação, como podia ter sido o arquivamento. O importante é que a fase de inquérito tivesse acabado. Foi muito tempo, provavelmente de forma justificada pelas diversas démarches, nomeadamente internacionais, mas estava a causar alguma perturbação naquilo que é o olhar do cidadão", declarou à agência Lusa.

 

Guilherme Figueiredo referiu ainda que o processo será "muito longo".

 

É evidente que um processo destes, com o número de arguidos, número de prova e número de testemunhas que com certeza virá a ter, é um processo que vai demorar imenso tempo, imenso tempo", afirmou.

20:50
VÍDEO

Justiça descreve forma como arguidos terão procurado esconder "luvas"

O nó mais difícil de desatar coincide com a descoberta de um documento que os investigadores consideram essencial para fazer a ligação a José Sócrates.

11 out 2017, 20:49
20:48
20:44
VÍDEO

Sócrates começou a ser escutado em setembro de 2013

Investigadores intercetaram conversas em que o ex-primeiro-ministro solicita ao amigo que lhe leve "fotocópias”, "livros" ou "aquela coisa de que gosta muito". 

11 out 2017, 20:25
20:42
VÍDEO

Justiça diz que Ricardo Salgado pagou 29 milhões de euros a José Sócrates

As suspeitas de corrupção na Portugal Telecom arrastam para o Processo Marquês mais três figuras de vulto: Ricardo Salgado, o antigo presidente do BES, e os dois homens fortes da Portugal Telecom, Zeinal Bava e Henrique Granadeiro.

11 out 2017, 20:44
20:41
VÍDEO

Ministério Público diz que Vale do Lobo distribuiu 2 milhões de euros por Sócrates e Vara

Outro nó da investigação atirou as suspeitas de corrupção para Vale do Lobo, o maior empreendimento turístico do país. É aqui que entra também Armando Vara.

11 out 2017, 20:41
20:30
VÍDEO

Afinal, para que servia o dinheiro trocado entre Carlos Santos Silva e Sócrates?

A versão dos empréstimos de Carlos Santos Silva a José Sócrates não convenceu os investigadores. Ao analisarem a forma como o ex-primeiro-ministro usou o dinheiro, mais se convenceram de que o empresário só aparecia para esconder o verdadeiro dono das quantias.

11 out 2017, 20:29
20:30
VÍDEO

De onde vinha o dinheiro que Sócrates terá recebido?

Quando começa a seguir o rasto ao dinheiro, o Ministério Público chega a três sítios diferentes: ao Grupo Lena, a Vale do Lobo e ao BES.

11 out 2017, 20:34
19:02

Grupo Lena pondera pedir abertura de instrução

O Grupo Lena, que detém as empresas Lena Engenharia e Construções, SA, Lena Engenharia e Construções, SGPS e Lena SGPS, acusadas na “Operação Marquês", pondera pedir a instrução do processo, disse em resposta à Lusa.

 

Numa nota enviada, a Comissão Executiva do Grupo Lena afirma que vai "analisar, em conjunto com os advogados, o teor da acusação deduzida, sendo praticamente certo" que irão pedir "a abertura da instrução do processo".

 

"É revelador da consistência das acusações do Ministério Público a enorme discrepância entre as acusações e suspeitas iniciais, em que o Grupo Lena era apresentado e exposto na praça pública como o único corruptor do antigo primeiro-ministro José Sócrates, e as acusações agora concretizadas, em que o Grupo Lena, para o mesmo Ministério Público, tem um papel residual nessa alegada teia de corrupção", refere ainda a nota.

 

O Grupo Lena considera também que, "pelo conhecimento que tem dos factos, não será possível provar em juízo nenhuma das acusações contra o Grupo Lena, na medida em que nenhuma delas corresponde à verdade, sendo apenas teorias da acusação, sem nenhuma prova que as sustente".

 

Segundo a nota, existe uma "diferença abissal entre as suspeitas tornadas públicas inicialmente e o teor da acusação agora produzida".

 

A Comissão Executiva do Grupo Lena entende também que é "da mais elementar justiça o arquivamento do processo respeitante ao CEO do Grupo Lena", Joaquim Paulo da Conceição, "que consequentemente deixou de ser arguido neste processo".

 

Segundo o comunicado, "nunca se percebeu, a não ser para melhor assegurar a sua defesa enquanto cidadão e profissional, a razão da constituição como arguido de Joaquim Paulo da Conceição, que na altura dos pretensos factos nem sequer exercia funções na ‘holding’ do Grupo Lena".

 

O Grupo Lena apela "aos seus vários ‘stakeholders’, desde logo os milhares de colaboradores, mas também os clientes, fornecedores e banca, para, agora com confiança redobrada, continuarem a apoiar o Grupo Lena na superação das dificuldades, garantindo que não esmorecerá até o processo ter fim".

 

No sentido, diz a nota, de "conseguir resgatar a reputação do Grupo Lena, injustamente vilipendiada, com o apuramento da verdade, que não poderá deixar de ilibar total e completamente o Grupo e os seus gestores".

18:14
17:53

A acusação em destaque na imprensa internacional

A acusação a José Sócrates está a ser noticiada por vários órgãos de comunicação social internacionais, como pode comprovar através do exemplos que apresentamos de seguida.

 

Agência de notícias Reuters

 

 

Jornal El País

 

 

Jornal Le Soir

 

 

Jornal El Mundo

 

 

Portal Yahoo

 

17:40
VÍDEO

Os próximos passos da Operação Marquês

Explicação da jornalista Cláudia Rosenbusch

11 out 2017, 17:39
17:27

Silêncio no Parlamento sobre acusação

O silêncio foi a reação, formal, dos partidos políticos, na Assembleia da República, à acusação a José Sócrates.

 

Desde cerca das 11:00 – hora a que foi conhecida a decisão do Ministério Público - que as assessorias de imprensa dos partidos responderam com um “não” à pergunta se algum dirigente ia comentar o desfecho da investigação.

 

Depois de uma reunião com o Governo sobre o Orçamento do Estado de 2018, o líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares, atalhou a pergunta para dizer: “Sobre essa matéria não quero fazer declarações. À justiça o que é da justiça.”

 

E esse argumento – “à justiça o que é da justiça” – foi usado pelas assessorias dos partidos para justificar o silêncio, lembrando que, no passado, também não comentaram nem este nem outros processos judiciais.

 

A única exceção, no comentário, foi Carlos César, líder parlamentar do PS, mas fora da Assembleia da República, no programa da TSF “Almoços Grátis”.

17:25

"O tempo que demorou foi o necessário para deduzir uma acusação de 4.000 páginas”

O presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP), António Ventinhas, defendeu que se a conclusão do inquérito da “Operação Marquês” foi demorada “não foi por falta de empenho dos magistrados”.

 

Muitos deles nem puderam tirar férias neste verão”, disse o responsável à Lusa.

 

Questionado sobre a demora da fase de inquérito, o magistrado salientou a “complexidade do processo”, no âmbito do qual tiveram de ser feitas diligências no estrangeiro e ouvidas centenas de testemunhas.

 

“A própria descrição dos factos revela esquemas intricados” de ocultação de dinheiro e “tudo isso implica dificuldades na investigação”, disse, realçando o empenho de todos os magistrados do Ministério Público numa “investigação muito complexa”.

 

O tempo que demorou foi o necessário para deduzir uma acusação de 4.000 páginas”, disse António Ventinhas, salientando que só a acusação é o equivalente a uma dezena de livros grossos.

 

Questionado sobre o facto de que um processo de tal dimensão se arriscar a ficar anos nos tribunais, Ventinhas disse que mesmo assim foram extraídas 15 certidões (as 15 certidões podem dar origem a outros tantos processos autónomos).

16:28
VÍDEO

"Este é um processo muito perigoso para Sócrates"

Entrevista ao jornalista Fernando Esteves, no Jornal da Uma da TVI

11 out 2017, 16:27
16:20
VÍDEO

"Já falei com Sócrates, pareceu-me bem"

Advogado de José Sócrates reage à acusação do Ministério Público

11 out 2017, 16:20
16:07
VÍDEO

"Tudo o que contribua para acelerar o curso da justiça é bom"

Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado sobre a acusação a José Socrates. Disse que o Presidente da República "não comenta casos jurídicos e políticos específicos", mas que "tudo o contribua para acelerar o curso da justiça é bom"

11 out 2017, 16:19

Marcelo: "Defendo que é importante uma justiça rápida"

Marcelo Rebelo de Sousa também já foi questionado sobre a acusação a José Sócrates. O Presidente da República disse que "não comenta casos jurídicos e políticos específicos", sublinhando, porém, que "tudo o que contribua para acelerar o curso da justiça é bom".

 

"Uma das queixas legítimas em Portugal é que aquilo que noutros países é investigado, julgado e decidio num período de tempo cá demora muitas vezes muito mais, o que não é bom."

 

"Defendo que é importante uma justiça rápida", acrescentou Marcelo. 

EM DIRETO AGORA