Ataque terrorista em França

AO MINUTO: ataque termina com três vítimas mortais e a morte do sequestrador. Suspeito foi abatido pela polícia
23 Março 2018

AO MINUTO

20:08

Terminamos aqui o acompanhamento, ao minuto, do ataque terrorista em França. Obrigado por ter seguido a par e passo os desenvolvimentos aqui, no site da TVI24.

19:55

Cidadão português morto ainda não está identificado

Secretário de Estado das Comunicades, José Luís Carneiro, diz quenão se sabe ainda se o português agora confirmado como uma das vítimas do atentado era o motorista ou outro ocupante da viatura que o atacante roubou em Carcassonne.

"Não temos ainda dados da identificação que nos permitam poder ser mais assertivos nomeadamente em relação à informação de outro cidadão que se encontraria hospitalizado. A informação de que dispomos neste momento é a de confirmação de que, entre as vítimas mortais, está uma de nacionalidade portuguesa"

 

19:55

Governo português garante apoio à família da vítima

"Continuaremos a acompanhar a circunstância, mostrando toda a disponibilidade dos nossos serviços consulares em Toulouse, em articulação com a nossa embaixada em Paris, para todo o apoio que venha a ser necessário e para garantir as diligências junto das autoridades francesas, tendo em vista garantir os procedimentos indispensáveis no apoio à família, quer para garantir a sepultura ou eventualmente a transladação"

19:22

Mais detalhes sobre o terrorista e a sua atuação

Procurador de Paris, François Molins, diz que Radouane Lakdim nasceu a 11 de abril de 1992 e que foi condenado duas vezes, em 2011 e em 2015, por crimes de delito comum. 

Confirmou também que os reféns foram por ele libertados no âmbito da negociação que decorreu e que culminou com um polícia a substituir um dos reféns. 

O atacante disparou "várias vezes" contra o polícia, ferido gravemente.

A companheira de Lakdim foi detida.

19:14

Marcelo lamenta morte de português

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou hoje solidariedade para com a família do português que morreu no ataque no Sul de França, a propósito do qual enviou uma mensagem ao seu homólogo, Emmanuel Macron.

Ao tomar conhecimento do facto de um cidadão português ser também vítima mortal no ataque em Trèbes, o Presidente da República deseja manifestar a sua solidariedade e sentidos pêsames aos familiares e amigos neste momento difícil", lê-se numa nota publicada no portal da Presidência da República.

Segundo a mesma nota, Marcelo Rebelo de Sousa enviou uma mensagem ao Presidente da República Francesa transmitindo-lhe "a sua solidariedade, em nome de todos os portugueses, para com o povo francês, especialmente para com as famílias das vítimas de mais este atroz ato terrorista naquele país".

O chefe de Estado "sublinha a sua convicção na importância da Europa se manter unida no combate à violência e ao terrorismo", lê-se no texto.

19:11

O perfil do terrorista

O procurador François Molins informou que o atacante Rédouane L. era conhecido das autoridades desde 2014. Em 2016 e 2017, foi efetivamente monitorizado pelos serviços secretos, não tendo revelado "nenhum sinal de alerta de uma possível passagem a ato terrorista".

19:02

Detida pessoa próxima do atacante

Procurador de Paris anuncia que uma pessoa "próxima do autor dos ataques, que partilhou a vida com ele" foi detida.

Há "numerosas investigações" a decorrer para determinar a proveniência da arma, mas também as circunstâncias em que o homem a obteve e eventuais cúmplices.

19:00

Atacante gritou "Allah Akbar" ao entrar no supermercado

Indicação é dada pelo procurador de país, que diz ainda que isso indica que é um "soldado do Estado Islâmico", exigindo a "libertação de irmãos e dizendo-se pronto a morrer pela Síria".

18:57

Descrição dos acontecimentos

"Pouco antes das 11:00, quatro polícias foram alvejados a 200 metros do quartel por um indivíduo que seguia num Opel branco e que disparou várias vezes, ferindo um dos oficiais"

Foram encontrados seis cartuchos de bala, descreve ainda o procurador de Paris.

18:51

Conferência de imprensa do procurador de Paris já a decorrer

"Os factos cometidos hoje recordam-nos (...) que o nível da ameaça terrorista no território não enfraqueceu"

18:40

Português entre as vítimas mortais

Confirmação do secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, à agência Lusa

18:39

O polícia herói

Arnaud Beltrame luta entre a vida e a morte, depois de ter substituído, "voluntariamente", um refém

18:23

Torre Eiffel às escuras para prestar tributo às vítimas

18:14

"A guerra será longa", diz em PM Manuel Valls

 E para uma "geração". O agora deputado também apela à "consciência" dos franceses e defende que nada deve ser "negligenciado", nas prisões, nos bairros, na política migratória, na Internet, "para combater o islamismo"

18:11

Macron garante "absoluta determinação" na luta contra o terrorismo e pede aos cidadãos que tenham "consciência da gravidade da ameaça"

18:10

Governo português repudia e condena ataque

O Governo português repudiou e condenou, "de forma veemente", o ataque terrorista que ocorreu no sul de França, que causou três vítimas mortais, além do próprio atacante, e cinco outros feridos, entre eles um português.

O executivo "repudia e condena de forma veemente o ataque terrorista hoje ocorrido no sul de França, do qual resultaram três mortes confirmadas", indica uma nota divulgada pelo gabinete do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

"O Ministério dos Negócios Estrangeiros lamenta profundamente a perda de vidas humanas inocentes e apresenta as suas condolências às famílias das vítimas, bem como faz votos de rápida recuperação aos feridos, reiterando a sua solidariedade para com o povo francês", salienta a mesma nota.

18:08

Macron elogia polícia que luta agora pela vida

18:07

Há 16 feridos, para além dos três mortos

Confirmação foi dada pelo presidente francês.

Emmanuel Macron indicou que os investigadores estão a tentar perceber como o suspeito obteve a arma utilizada pelo atacante

Outro ponto importante da investigação é descobrir como e quando Redouane Lakdim se radicalizou. Já era conhecido pelos serviços policiais, mas apenas como pequeno traficante de drogas.

17:27
17:04

Autocarros voltam a circular em Trèbes

Autarquia local confirma que a circulação volta a fazer-se normalmente na localidade.

 

Loading

N�o existem mais eventos...