Últimas Covid-19

Todas as notícias sobre o novo coronavírus que está a preocupar as autoridades a nível mundial.
30 Julho 2020
15 jun, 11:58

Associação de Fisioterapeutas alerta para falta de profissionais nos cuidados intensivos

 Associação Portuguesa de Fisioterapeutas (APFISIO) alertou hoje que a falta destes profissionais nas unidades de cuidados intensivos atrasa a recuperação de doentes com covid-19 que apresentam capacidade funcional reduzida.

Em comunicado, a APFISIO insiste na importância de assegurar a presença de fisioterapeutas nestas unidades 24 horas por dia, “tal como já acontece na generalidade dos países desenvolvidos”.

“Não aceder a cuidados de Fisioterapia, integrados numa abordagem multiprofissional, desde o contexto de cuidados intensivos, internamento hospitalar ou domiciliário e, posteriormente, na comunidade, implicará uma recuperação muito mais lenta, sobretudo nos casos de multimorbilidade, onde as limitações funcionais consequentes poderão ser graves e permanentes”, afirma Adérito Seixas, presidente da APFISIO, citado no comunicado.

O responsável sublinha que “no internamento hospitalar isso implicará um internamento mais prolongado e, na comunidade, uma maior dificuldade no regresso à vida ativa”.

“Estas repercussões representam um aumento dos custos para o SNS [Serviço Nacional de Saúde], afetando naturalmente a economia e a sociedade, mas mais importante, as pessoas e famílias”, acrescenta.

A APFISIO diz que, nos casos mais graves de doentes com covid-19 que necessitaram de internamento em cuidados intensivos e ventilação mecânica, “a ausência de cuidados de fisioterapia pode potenciar a ‘Síndrome pós-internamento em cuidados intensivos’, que envolve alterações físicas, cognitivas e psicológicas que afetam gravemente a qualidade de vida”.

Em internamento hospitalar, lembra a associação, pode verificar-se, logo nos primeiros sete dias, a perda de cerca de 20% da massa muscular da pessoa, levando a situações graves de fraqueza muscular, fadiga, rigidez articular e perda de funcionalidade.



AO MINUTO

10:45

PR de Cabo Verde pede ao Governo que novas medidas cumpram Constituição

O Presidente cabo-verdiano alertou hoje o Governo para dúvidas na resolução que prorroga o estado de calamidade nas ilhas de Santiago e do Sal, reforçando os meios de prevenção à covid-19, pedindo o cumprimento da Constituição.

Sobre a resolução em causa, que alargou as restrições naquelas duas ilhas, focos ativos da transmissão da doença no arquipélago, o chefe de Estado, Jorge Carlos Fonseca, através de uma mensagem na sua conta oficial na rede social Facebook, sublinhou que, tratando-se de uma resolução aprovada em Conselho de Ministros e publicada em Boletim oficial, as decisões adotadas pelo Governo “não são suscetíveis de fiscalização” pelo Presidente, através de promulgação, veto político ou pela via da fiscalização preventiva da constitucionalidade.

“O que não quer dizer que o Presidente da República, tendo dúvidas, reservas ou discordâncias, não possa fazê-las chegar de um outro modo, para uma sua eventual ponderação, reavaliação ou superação, nomeadamente através de uma prática – que tem sido habitual durante os meus dois mandatos presidenciais, mesmo tratando-se de atos legislativos – de diálogo institucional com o Governo, ‘praxis’ que sempre nos pareceu não ser contrária a princípios ou normativos constitucionais”, escreveu Jorge Carlos Fonseca.

10:31

Regime de apoio à retoma da diversão itinerante e feirantes publicada em DR

O regime de apoio à retoma e dinamização da atividade dos feirantes e empresas itinerantes de diversão e restauração, no contexto da epidemia provocada pela covid-19,foi hoje publicado em Diário da República, produzindo efeitos a 01 de abril.

De acordo com a mesma, entre as medidas, é criada uma linha de apoio à beneficiação de recintos de feiras e mercados, privilegiando a salvaguarda das adequadas condições de higiene, saúde e segurança.

A este apoio podem candidatar-se os municípios e outras entidades gestoras de recintos, assegurando a abertura de uma linha de crédito, com juros reduzidos, que abranja os empresários de diversões e restauração itinerantes.

10:22

Caminha reforça policiamento no centro histórico

O presidente da Câmara de Caminha anunciou hoje o reforço de policiamento no centro histórico, durante a segunda quinzena de agosto e face ao previsível aumento de visitantes, como forma de prevenir a propagação do novo coronavírus.

"O reforço da GNR não está ligado a nenhuma notícia do presente. Não há registo de casos ativos de covid-19 no concelho. Na verdade, o número de doentes tem sido baixo. A generalidade das pessoas tem cumprido as normas e os estabelecimentos, salvo poucas exceções, cumprem as regras. Mas não podemos facilitar, nem dar mostras que abrandamos no rigor", frisou Miguel Alves, citado numa nota hoje enviada à imprensa.

O autarca socialista de Caminha, no distrito de Viana do Castelo, explicou que o reforço de policiamento "nas ruas onde costuma acontecer a diversão noturna" foi "contratualizado com a GNR" e entra em vigor na sexta-feira.

Segundo dados da GNR, hoje avançados pelo município, Caminha regista 28 infrações às normas sanitárias em vigor devido à pandemia de covid-19, "essencialmente relacionadas com o consumo de bebidas alcoólicas na via pública".

08:25

Estado australiano assume gestão de três lares de idosos em Melbourne

As autoridades do estado australiano de Victoria anunciaram esta quarta-feira que assumiram a gestão de três lares de idosos privados em Melbourne, capital regional e foco de um forte surto de covid-19 nas últimas semanas.

"Há três centros para idosos na zona oeste de Melbourne que nos preocupam. Os Serviços de Saúde Pública assumiram hoje a responsabilidade pela sua gestão operacional", disse o chefe do Governo de Victoria, Daniel Andrews.

O segundo estado mais populoso da Austrália destacou nas últimas semanas pessoal de saúde para os lares da terceira idade, com mais de mil casos ativos, entre utentes e trabalhadores.

Na origem do novo surto de covid-19 em Victoria terão estado violações das regras de segurança nos hotéis designados para realizar a quarentena obrigatória de viajantes vindos do estrangeiro, o que fez disparar o número de casos para cerca de 16 mil, de um total de 22.300 infeções no país inteiro.

08:21

Peru impõe novo recolher obrigatório após novo máximo diário de casos

O Peru anunciou na quarta-feira o regresso do recolher obrigatório ao domingo, tendo proibido igualmente as reuniões familiares, principal fonte de contágio com o novo coronavírus no país, após registar um recorde diário de infeções.

Em 24 horas, foram diagnosticadas 8.875 novos casos da doença, de acordo com o Ministério da Saúde peruano, o valor mais alto desde 31 de maio, quando se contabilizaram 8.805 infeções num só dia.

O número de casos diminuiu em meados de junho, mas voltou a aumentar desde o levantamento da quarentena em 18 dos 25 departamentos do país, incluindo a capital, Lima.

O Peru iniciou o desconfinamento gradual em 01 de julho, após cem dias de quarentena.

07:42

México perto de chegar aos 500 mil casos e 55 mil mortos

O México está perto de chegar aos 500 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia, contabilizando ainda 54.666 óbitos, segundo os dados do Ministério da Saúde do país.

Só nas últimas 24 horas, foram diagnosticadas 4.376 novas infeções, elevando o total para 498.380 desde o primeiro caso registado no país, em finais de fevereiro.

No último dia, o país contabilizou ainda 292 mortes provocadas pela doença, perfazendo agora um total de 54.666 óbitos.

A manterem-se as médias diárias, o país deverá ultrapassar a barreira dos 500 mil casos e as 55 mil mortes nas próximas 24 horas.

00:17

Estado brasileiro do Paraná assina memorando com Rússia para vacina

O Governo do estado brasileiro do Paraná assinou hoje um memorando de entendimento com a Rússia para ampliar a cooperação técnica, transferências de tecnologia e estudos sobre a vacina russa Sputnik V contra a covid-19.

Segundo o executivo ‘paranaense’, o memorando assinado "deixa aberta a possibilidade de realização de testes, produção e distribuição do imunizante" em território brasileiro.

“A ideia do memorando de entendimento é ampliar a cooperação e estabelecer uma parceria. Estamos a avançar nos acordos para transferência de tecnologia”, afirmou em comunicado o governador do Paraná, Carlos Ratinho Júnior.

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) será responsável por coordenar os estudos da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo instituto russo Gamaleia.

“É um memorando de entendimento bastante objetivo que visa a troca de tecnologia. Ele não gera obrigações, mas uma nova construção, um entendimento de que podemos trabalhar juntos. Vamos criar um grupo de trabalho para a formação de um protocolo que vai ser submetido às autoridades brasileiras”, afirmou o presidente do Tecpar, Jorge Callado.

“Neste momento a prioridade é a validação da vacina no país. Dependemos dessa aprovação para os outros encaminhamentos”, acrescentou Callado, frisando que está dado o primeiro passo para a entrada da Sputnik V no Brasil.

Questionado sobre a colocação de esforços numa vacina em relação à qual a Organização Mundial de Saúde (OMS) se mostra ainda reticente, Jorge Callado afirmou que aguarda a apresentação de comprovações por parte da Rússia, mas que o importante é o Brasil "estar inserido" nas negociações.

"Quantas mais alternativas, melhor para o país e para o mundo", indicou o presidente do Tecpar em conferência de imprensa, no final da firmação do memorando, sublinhando que não serão "avançadas etapas" que comprometam a segurança dos cidadãos face à vacina.

23:01

Mais 1.175 mortos e 55.155 infetados no Brasil em 24 horas

O Brasil registou 1.175 mortos e 55.155 infetados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, estando ainda sob investigação a eventual relação de 3.454 óbitos com a covid-19, informou hoje o executivo.

No total, o país sul-americano contabiliza 104.201 óbitos e 3.164.785 casos confirmados desde o início da pandemia.

De acordo com o Ministério da Saúde, 555 das 1.175 mortes ocorreram nos últimos três dias, mas foram incluídas nos dados de hoje, quando a taxa de letalidade da doença no país está fixada em 3,3%.

Em relação ao número de recuperados, 2.309.477 pacientes conseguiram superar a doença causada pelo novo coronavírus, sendo que 751.107 infetados continuam sob acompanhamento.

O Brasil, segundo país mais afetado pela pandemia no mundo e com uma população estimada de 210 milhões de pessoas, tem agora uma incidência de 49,6 óbitos e 1.506,0 casos da doença por cada 100 mil habitantes.

Onze das 27 unidades federativas do país já registaram mais de 100 mil casos confirmados de covid-19 nos seus territórios e 21 já ultrapassaram a barreira das mil vítimas mortais.

O estado de São Paulo (sudeste) é o foco da pandemia no Brasil, totalizando 655.181 infetados e 25.869 óbitos.

Seguem-se os estados da Bahia (nordeste), com 203.020 pessoas diagnosticadas com covid-19 e 4.135 mortos, o Ceará (nordeste), que concentra oficialmente 192.422 casos confirmados e 8.052 óbitos, e o Rio de Janeiro (sudeste), que tem hoje 185.610 casos de infeção e 14.295 vítimas mortais.

Juntou-se hoje aos números das vítimas mortais da pandemia a avó de Michelle Bolsonaro, mulher do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que morreu num hospital público onde estava internada desde o início de julho.

Também o governador do estado brasileiro de São Paulo, João Doria, integrou as estatísticas, após ter anunciado hoje que está infetado pelo novo coronavírus.

21:35
VÍDEO

Economia do Reino Unido cai mais de 20% entre abril e junho

O Reino Unido entrou oficialmente em recessão, pela primeira vez em mais de 10 anos, depois do Produto Interno Bruto (PIB) ter caído 20,4% entre abril e junho, o segundo trimestre consecutivo de contração.

Ontem às 21:28
21:18
VÍDEO

Covid-19: camião da esperança vai estar em Lagoa até sexta-feira

Responsáveis pela iniciativa procuram mostrar que "o Algarve é seguro" e propõem-se a ajudar a população na testagem ao novo coronavírus.

Ontem às 21:15
21:15
VÍDEO

Peregrinação de agosto pode ser a maior de Fátima em ano de pandemia

Santuário de Fátima espera multidão de peregrinos e muitos emigrantes a 12 e 13 de agosto. Esta poderá ser mesmo a maior peregrinação do ano, até porque as outras estiveram de baixo de fortes restrições por causa da Covid-19.

Ontem às 21:09
21:12
VÍDEO

Apenas três grupos estrangeiros marcam presença na peregrinação de agosto

Peregrinação de 12 e 13 de agosto marcada pela quase ausência de visitantes estrangeiros. O recinto encontra-se com muito espaço livre, num ano de pandemia de Covid-19.

Ontem às 21:12
20:36
VÍDEO

Covid-19: Paris e Bruxelas com uso obrigatório de máscara na rua

Número de contágios das capitais francesa e belga disparou, o que levou as autoridades a tomarem medidas. A população percebe, e prefere a utilização da máscara a um novo confinamento.

Ontem às 20:15
20:29

França com forte aumento de novos infetados em um dia com 2.524 casos

O número de novas infeções pela doença covid-19 em França teve um forte aumento com 2.524 casos nas últimas 24 horas, muito acima dos 1.397 registados na terça-feira, divulgou hoje a Direção Geral da Saúde (DGS) daquele país.

A evolução ao longo da última semana no número de novos infetados com a covid-19 é ascendente, registando-se 11.663 casos, destacou a DGS em comunicado, citada pela agência EFE.

Numa semana, entre 03 e 09 de agosto, a taxa de positivos subiu igualmente 2,2%, aumentando uma décima face aos dados divulgados na terça-feira e seguindo a tendência verificada nos últimos dias.

A estes números soma-se o facto de a França ter acelerado a realização de testes, com um total de 606.487 na última semana.

Na página oficial na Internet que acompanha a evolução da pandemia naquele país, a DGS regista um total de 206.696 casos desde o início da pandemia.

20:16
VÍDEO

Covid-19: Portugal regista o segundo pior dia de agosto

Portugal registou, nesta segunda-feira, mais três mortos e 278 infetados por Covid-19, de acordo com o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Ontem às 20:09
20:04

Regionais dos Açores e Presidenciais com luvas, máscaras e viseiras

Os próximos atos eleitorais, as regionais dos Açores e as presidenciais de 2021, vão decorrer com luvas, máscaras, viseiras e álcool nas mesas de voto e o mínimo de canetas partilhadas, segundo a Comissão Nacional de Eleições (CNE).

O porta-voz da CNE, João Tiago Machado, disse à Agência Lusa que "há uma articulação com a Direção-Geral de Saúde" (DGS), a qual está "a preparar um documento com orientações específicas", assim como com o Ministério da Administração Interna (MAI) e, no caso açoriano, com a direção regional de saúde local.

Temos estado reunidos com a DGS, a Secretaria Regional do MAI e a Direção Regional de Saúde dos Açores. Para já, há a indicação para uso de máscaras, viseiras, luvas, álcool gel para todos os membros das mesas das assembleias de voto, além das regras de distanciamento social e também o uso de máscaras por parte dos cidadãos eleitores. Vamos evitar a partilha de canetas. Idealmente, cada pessoa deve levar a sua”, disse.

A primeira “prova de fogo” vai ser um referendo em Chaves sobre a reabertura da Ponte Romana ao trânsito de veículos ligeiros num único sentido, marcado para 13 de setembro

20:04
VÍDEO

Covid-19: Governo diz que Avante! "não será exceção" às normas

Festa do Avante! realiza-se no início de setembro, mas a Direção-Geral da Saúde e o Governo afirmam que não há exceções. A realização do evento garante que todas as normas de segurança serão cumprida.

Ontem às 20:05
19:11

Espanha regista 1.690 novos casos em 24 horas sem os dados de Madrid

O Ministério da Saúde espanhol contabilizou hoje mais 3.172 infetados por covid-19 e reportou, nas últimas 24 horas, 1.690 novos casos, sem registar os dados de Madrid, elevando o total de infeções para 329.784 desde o início da pandemia.

A comunidade de Aragão continua a liderar a lista de mais casos diagnosticados nas últimas 24 horas, com 306 infeções, seguido do País Basco com 268, comunidade que corrigiu os seus dados e eliminou casos duplicados.

Segue-se a Andaluzia em terceiro lugar, com 202, e a Catalunha (200), de acordo com o último balanço divulgado pela autoridade de Saúde daquele país, segundo noticia a agência EFE.

A contagem global de hoje regista menos duas mortes face ao dia anterior, agora com um total de 28.579, com 65 destas a terem acontecido na última semana, não se registando as ocorridas em Madrid.

19:11

Madeira com mais um caso de infeção

A Madeira contabiliza mais uma pessoa infetada com covid-19, elevando para 127 os casos notificados no arquipélago, dos quais 100 estão recuperados, revelou hoje o Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE).

"Nas últimas 24 horas, há um novo caso positivo a reportar, pelo que a região apresenta agora um total cumulativo de 127 casos confirmados da covid-19", refere o boletim sobre a situação epidemiológica da covid-19 na Região Autónoma da Madeira.

O IASAÚDE acrescenta, contudo, haver ainda a reportar "a identificação de mais quatro situações que se encontram em estudo pelas autoridades de saúde".

18:59
Loading

N�o existem mais eventos...